Aviação Chegadas ao aeroporto de Lisboa com voos cancelados e atrasados

Chegadas ao aeroporto de Lisboa com voos cancelados e atrasados

Três voos de Madrid, Londres e Boston que deveriam chegar esta quinta-feira ao aeroporto de Lisboa foram cancelados e mais de uma dezena está com atrasos na sequência da avaria que bloqueou o abastecimento das aeronaves.
Chegadas ao aeroporto de Lisboa com voos cancelados e atrasados
Sara Matos
Lusa 11 de maio de 2017 às 10:10
O caos instalou-se na quarta-feira, 10 de Maio, no aeroporto de Lisboa devido a uma avaria que bloqueou o abastecimento das aeronaves, que entretanto foi resolvida.

Segundo constatou esta quinta-feira, 11 de Maio, cerca das 09:00, a agência Lusa no aeroporto de Lisboa, há três voos que deveriam ter chegado hoje à capital portuguesa, provenientes de Madrid, Londres e Boston, e que foram cancelados e mais de uma dezena de voos europeus e nacionais sofreram atrasos.

Um funcionário do aeroporto de Lisboa informou os passageiros do terminal 1, que aguardam pelo embarque num voo europeu, que a "situação estava a normalizar-se desde o meio da madrugada".

"Não vale a pena vir mais cedo para o aeroporto. Não adianta, porque a situação está a normalizar-se desde o meio da madrugada", informava um funcionário do aeroporto aos passageiros numa fila de embarque de um voo europeu.

O mesmo funcionário salientou ainda que o "movimento até está mais calmo a esta hora [pelas 09:00] do que nos outros dias, pelo menos na zona de partida no Terminal 1".

"Não sei de nada. Tenho um voo esta manhã e vim normalmente para o aeroporto", disse à agência Lusa uma passageira alemã, que se prepara para embarcar para um voo europeu.

Já um passageiro português disse que não foi mais cedo para o aeroporto porque ouviu nas televisões notícias sobre o incidente.

"Estive a acompanhar as notícias, mas não vim mais cedo para o aeroporto por causa disto", disse um passageiro português, acrescentando que está disposto a esperar na zona de embarque depois de passar o 'check-in' "até porque está a chover muito".

Às 09:00, podia ler-se num painel informativo um alerta aos passageiros para procederem ao check-in dos voos com destino a São Tomé e Príncipe, Funchal (Madeira) e Faro.

A esta hora, as maiores filas na zona de partidas do terminal 1 verificavam-se junto aos balcões da TAP, Ibéria e TAG (Transportes Aéreos Angolanos).

A maior parte dos voos previstos para o início da manhã de hoje seguiram com atraso e outros estão previstos realizar-se, também com atrasos, alguns superiores a uma hora.

A agência Lusa contactou hoje de manhã a ANA, mas até ao momento não foi feito qualquer ponto de situação.

O aeroporto de Lisboa teve hoje de madrugada um reforço de meios no abastecimento de aviões para normalizar a operação, afectada desde as 12:00 de quarta-feira.

Além do reforço de meios de abastecimento durante a noite, a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) deu autorização para que fossem efectuados voos nocturnos para ajudar a normalizar a situação, inédita no Aeroporto Humberto Delgado (Lisboa).

Fonte oficial da ANA - Aeroportos de Portugal informou, pelas 00:30, que tinha sido resolvida a situação de falta de abastecimento, que levou ao cancelamento de 64 voos e afectou mais de 330 outras ligações e deixou milhares de passageiros em terra.

A Proteção Civil disponibilizou camas para os passageiros que se mantiveram esta noite nas instalações do aeroporto, nomeadamente por não terem sido acomodados pelas suas companhias ou por quererem permanecer no local ou porque irão viajar brevemente.

A avaria que bloqueou o abastecimento das aeronaves no Aeroporto de Lisboa afectou, além do sistema de alimentação principal, também o redundante, devido a uma entrada de ar que fez desferrar o circuito, segundo fonte aeroportuária.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Pedro 11.05.2017

Isto foi uma greve, mas estao todos feitos para encobrir o assunto, nao va prejudicar a imagem do governo...

Anónimo 11.05.2017

Era previsivel. Não se pode confiar na malta de Lisboa e muito menos no centralismo da capital. Transfiram voos para o Sá Carneiro e vão ver como as coisas funcionam. Até lá só voo através de Barajas.

Anónimo 11.05.2017

Nunca deveria ter acontecido. Nos Estados Unidos os responsaveis já seguiam no mesmo caminho do antigo diretor do FBI.

pub