Telecomunicações Clima de incerteza na Oi pode atrasar aprovação do plano
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Clima de incerteza na Oi pode atrasar aprovação do plano

Depois da demissão do presidente executivo, o regulador brasileiro mandou travar a assinatura do acordo para credores da Oi por poder ser "ruinoso" aos interesses da empresa. A incerteza em relação à aprovação do plano na próxima semana voltou a pairar.
Clima de incerteza na Oi pode atrasar aprovação do plano
Bloomberg
Sara Ribeiro 28 de novembro de 2017 às 22:10

O futuro da Oi, que tem a Pharol como maior accionista, continua envolto em incertezas. Depois de o presidente executivo da empresa, Marco Schroeder, ter apresentado demissão, o regulador do sector brasileiro (Anatel) ordenou que a empresa travasse

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Carlos Há 1 semana

Olhe Ferreira vc nem sabe o que é uma empresa nem a gestão e nem o valor ..anda aí só para atrapalhar os acionistas fraquinho ,eu sou un acionista e forte e conheço o potencial da pharol para a frente ..Sr Palha Da Silva está fazer excelente trabalho e negociando com a força conhecida ,pharol,++++

Joaoferreira1 Há 1 semana

Carlinhos...utilizei a expressão hair cut para justificar que vai ser um valente corte. Como pareces ser sensível, no teu caso, o termo correto é valente e rabadela.

Carlos Há 1 semana

Este Ferreira nem sabe o que diz o,Haircut é para os obrigacionistas e não para os acionários isso é uma diluição tão burro esse Ferreira ,e a jornalista Sara está sempre atrasada ,porquê non fala no novo plano de hoje que é excelente ..para todos

joaoferreira1 Há 1 semana

O JN é que ´"culpado" pelo tombo da pharol. Se a OI tem futuro..esqueçam a pharol e comprem diretamente OI. A pharol vale 260 milhões em bolsa...pra ir ao aumento de capital da OI tem que espremer os atuais acionistas até ao tutano num aumento de capital. A OI vai valer dinheiro para os que forem ao aumento de capital...que vão ter preços de favor para o fazerem (caso dos atuais credores). É o mesmo exemplo do BCP. Quem lá meteu dinheiro (FOSUN) ditou as regras e os antigos acionistas levaram um valente haircut. Para quem entrou no AC ganhou dinheiro.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub