Energia CMVM dá luz verde à EDP. OPA à EDP Renováveis arranca hoje a 6,75 euros

CMVM dá luz verde à EDP. OPA à EDP Renováveis arranca hoje a 6,75 euros

A OPA da EDP sobre a EDP renováveis arranca esta quinta-feira, 6 de Julho. A contrapartida da operação é de 6,75 euros.
CMVM dá luz verde à EDP. OPA à EDP Renováveis arranca hoje a 6,75 euros
Miguel Baltazar/Negócios
André Cabrita-Mendes 05 de julho de 2017 às 21:12

A CMVM deu luz verde à EDP. A OPA sobre a EDP Renováveis arranca esta quinta-feira, 6 de Julho.

"A oferta decorrerá entre as 8h30 do dia 6 de Julho de 2017 e as 15h00 do dia 3 de Agosto de 2017, podendo as respectivas ordens de venda ser recebidas até ao termo do deste prazo", anunciou a CMVM em comunicado na quarta-feira, 5 de Julho.

A EDP vai assim pagar 6,75 euros por cada acção da EDP Renováveis, preço ao qual já foram descontados os cinco cêntimos dos dividendos, da fatia de 22,5% que está nas mãos de accionistas minoritários. 

"Os detentores das ações que aceitem a oferta poderão revogar as suas declarações de aceitação até às 15h00 do dia 31 de julho de 2017", declara o regulador de mercado.

O apuramento e divulgação dos resultados da oferta vai ter lugar no dia 4 de Agosto de 2017, segundo o regulador.

Recorde-se que a EDP Renováveis foi lançada na bolsa de Lisboa em Maio de 2008, com cada acção a valer oito euros. O grupo liderado por António Mexia diz que a "eficácia da oferta não estará subordinada à verificação de qualquer condição".

O grupo EDP sublinhava a 27 de Março que "admite requerer a retirada das acções" da EDP Renováveis da bolsa de Lisboa, caso venha a deter, em resultado da OPA, acções que ultrapassem 90% dos direitos de voto correspondentes ao capital social da EDP Renováveis.

A EDP compromete-se assim a "dar continuidade à actividade empresarial da EDP Renováveis e das subsidiárias, mantendo a linha estratégica definida pelo conselho de administração da sociedade visada e a confiança no mesmo e na respectiva equipa de direcção".

Ao adquirir as acções da EDP Renováveis, o grupo EDP quer "reforçar a aposta como líder na actividade de produção de energia através de fontes renováveis e continuar a apostar no crescimento do negócio e actividade da EDP Renováveis". E "permitir à oferente aumentar a sua exposição à actividade desenvolvida pela EDP Renováveis, com o intuito de beneficiar em maior escala do crescimento atractivo das energias renováveis".

(notícia actualizada às 21:29)




Saber mais e Alertas
pub