Bolsa Cofina dispara mais de 24% esta semana

Cofina dispara mais de 24% esta semana

As acções da Cofina estão a disparar para máximos de Abril do ano passado, acumulando só esta semana um ganho superior a 24%.
Cofina dispara mais de 24% esta semana
Duarte Roriz/Correio da Manhã
Sara Antunes 11 de maio de 2017 às 17:16

A Cofina, dona de publicações como o Negócios e o Correio da Manhã, acumula um ganho de 24,16% nos quatro dias que compõem a semana, tendo disparado mais de 12% só na sessão de hoje.

 

A subida esta quinta-feira, 11 de Maio, é a mais pronunciada desde Setembro de 2013 e coloca as acções da empresa liderada por Paulo Fernandes (na foto) em máximos de Abril de 2016, nos 0,373 euros.

 

E a subida foi acompanhada por uma elevada liquidez, tendo trocado de mãos mais de 1,2 milhões de acções, quando a média diária dos últimos seis meses é inferior a 100 mil.

 

As acções da empresa de media acumulam assim um ganho de 42% desde o início do ano, depois de nos últimos cinco anos terem perdido valor consecutivamente. Nesse período, as acções da Cofina acumularam uma queda de 65%.

 

As últimas notícias sobre a empresa referem-se aos resultados do primeiro trimestre, apresentados na última sexta-feira, 5 de Maio. A empresa reportou uma queda de 35,4% dos lucros dos primeiros três meses do ano para 648 mil euros.

 

A Cofina não tem estado sozinha neste comportamento bolsista, ainda que esteja a registar subidas mais acentuadas nos últimos dias.

 

As acções da Impresa também subiram esta quinta-feira, 1,72% para 0,236 euros, tendo trocado de mãos mais de 950 mil títulos, quando a média diária dos últimos seis meses é de 398,8 mil. E nos últimos três dias foram transaccionadas mais de um milhão de acções diariamente da Impresa.

 

Desde o início do ano as acções sobem já mais de 23,5%, tendo também registado descidas acentuadas nos últimos três anos, período no qual os títulos da dona da SIC e do Expresso deslizaram 82,6%.

Os resultados do primeiro trimestre da Impresa também já foram conhecidos. A Impresa reportou um aumento de 12,9% dos prejuízos, terminando Março com um resultado negativo de 2,8 milhões de euros.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
POIS !!! 11.05.2017

Já pagaram os 20 milhões de dívidas ao fisco ?

Anónimo 11.05.2017

Cofina anunciou que ia entrar no jogo online este trimestre. Números do jogo em Portugal, são impressionantes: portuguesa Betclic não revelou as receitas,mas disse que vai pagar cerca de 15 Milhões € de imposto especial especial sobre jogo.O Placard tem estimativa de receitas para 1º ano de 250 M€.

sa 11.05.2017

cofina vai chegar aos 0.75 eur

Anónimo 11.05.2017

Ao longo dos tempos os povos sempre precisaram de informações construtivas duma personalidade saudavel, humana e responsavel. Um país moderno deve ter orgãos de comunicação transmitindo valores que valorizem as sociedades num viver pacífico.

pub