Petróleo Combustíveis deverão voltar a subir na próxima semana

Combustíveis deverão voltar a subir na próxima semana

A subida dos preços dos derivados de petróleo deverá levar a um novo aumento da gasolina e do gasóleo nas bombas na próxima semana. A confirmar-se será a terceira semana consecutiva.
Combustíveis deverão voltar a subir na próxima semana
Reuters
Sara Antunes 09 de dezembro de 2016 às 12:30

Abastecer o depósito do carro deverá ficar mais caro a partir de segunda-feira, 12 de Dezembro. Segundo os cálculos do Negócios, o preço médio do gasóleo simples e da gasolina simples de 95 octanas deverão aumentar cerca de 1,5 cêntimos por litro. Fonte do sector confirma que os preços deverão aumentar nesta dimensão. 

 

Esta será assim a terceira semana consecutiva de subidas dos preços dos combustíveis, depois de um período de três semanas seguidas de descidas. Em ambos os casos a justificação está relacionada com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

 

Na maior parte do mês de Novembro, as expectativas em torno de um acordo efectivo entre os membros da OPEP eram baixas. Contudo, a reunião do final do mês acabou mesmo por ditar um corte de produção de 1,2 mil milhões de barris por dia para ser implementado a partir de Janeiro.

 

Nos últimos dias tem crescido também a expectativa de que o acordo de corte de produção se estenda aos países fora da OPEP, como o caso da Rússia. 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
mario silva correia 09.12.2016

isto esta a ser vergonhoso era para estar mais baratos os combustiveis

Gualberto 09.12.2016

Não será melhor corrigir o número de barris por dia para 1,2 milhões?

Antunes 09.12.2016

Vou já à corrida atestar o depósito e gastar 70€ para poupar 50 cêntimos.

pub
pub
pub
pub