Energia Combustíveis recuam de máximos na primeira queda do ano

Combustíveis recuam de máximos na primeira queda do ano

A valorização do euro face ao dólar foi determinante para a descida dos preços dos combustíveis em Portugal a partir de segunda-feira. Será a primeira queda do ano.
Combustíveis recuam de máximos na primeira queda do ano
Bloomberg
Nuno Carregueiro 19 de janeiro de 2018 às 13:15

Depois de cinco semanas consecutivas de aumentos, os preços dos combustíveis vão descer nos postos de abastecimento em Portugal a partir de segunda-feira.

 

Uma queda que é totalmente explicada pela evolução do mercado cambial, já que os preços dos combustíveis nos mercados sofreram apenas pequenas variações. O euro atingiu máximos desde Dezembro de 2014 face ao dólar e a cotação média desta semana é superior à da semana passada em quase 2%.

 

Assim, apesar de em dólares a cotação média da tonelada métrica da gasolina ter aumentado cerca de 1% esta semana, medida em euros a variação foi negativa (-0,8%). Quanto ao gasóleo, os preços em dólares quase não mexeram, mas o efeito cambial determinou uma queda de quase 2% na cotação do combustível em euros.

 

Segundo os cálculos do Negócios, estas variações determinam que o preço do litro da gasolina vai descer 0,5 cêntimos a partir da próxima segunda-feira, enquanto o preço do gasóleo recuará 1 cêntimo por litro. Tendo em conta os preços médios praticados actualmente e que constam no site da DGEG, o preço da gasolina descerá para menos de 1,53 euros e o gasóleo para 1,332 euros.

 

Será assim a primeira queda de preços de 2018, depois de esta semana os preços terem aumentado para máximos de 2015. Nas cinco semanas consecutivas de aumentos nos preços a gasolina ficou 5% mais cara e o preço do gasóleo subiu mais de 3%.

    

Esta forte subida reflectiu sobretudo a alta do petróleo nos mercados internacionais, com a cotação da matéria-prima a atingir máximos de Dezembro de 2014, o que impulsionou a cotação dos combustíveis cotados nos mercados.  

 

De realçar que a evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução das matérias-primas e do euro. Fonte do sector confirmou que a subida dos combustíveis rondará estes valores, sendo que os preços e a dimensão da actualização dos mesmos depende de cada posto de abastecimento e da zona onde se encontra.

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado SÍTIO MUITO MANHOSO 19.01.2018


...OH BURROS, DESÇAM O IVA E O ISP !!!

...SERÁ QUE SOMOS GOVERNADOS POR...ASNOS !!!

comentários mais recentes
António 19.01.2018

Não são os combustíveis que recuam, é o seu preço.

Porreiro. 19.01.2018

Meio cêntimo? Ah ganda costa! Quem é amiguinho, quem é? Bora lá atestar que no poupar é que está o ganho e com estas economias o fim de semana promete. Bora, Malta!.

SÍTIO MUITO MANHOSO 19.01.2018


...OH BURROS, DESÇAM O IVA E O ISP !!!

...SERÁ QUE SOMOS GOVERNADOS POR...ASNOS !!!