Energia Combustíveis voltam a subir na próxima semana

Combustíveis voltam a subir na próxima semana

A valorização do euro não foi suficiente para anular o impacto da subida dos custos com os derivados do petróleo. Os preços dos combustíveis deverão voltar a aumentar na próxima semana.
Combustíveis voltam a subir na próxima semana
Correio da Manhã
Sara Antunes 03 de fevereiro de 2017 às 14:53

Abastecer o depósito do carro vai ficar mais caro na próxima semana. No caso do gasóleo o aumento deverá ser de um cêntimo, enquanto na gasolina deverá aumentar 0,5 cêntimos por litro, segundo os cálculos do Negócios tendo em consideração os preços dos derivados de petróleo no mercado internacional e a evolução do euro. Fonte do mercado confirmou ao Negócios a evolução.

 

O preço médio do litro de gasolina simples de 95 octanas encontra-se nos 1,490 euros, enquanto o litro do gasóleo simples está nos 1,263 euros, de acordo com a informação disponível no site da Direção Geral de Energia e Geologia.

 

A justificar a subida dos combustíveis nos postos de abastecimento está o aumento de preços do gasóleo e da gasolina no mercado internacional. Os preços subiram mais de 1,5%, acompanhando a evolução dos preços do petróleo que continuam a reflectir as notícias sobre o corte de produção por parte dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) bem como de outros países, como a Rússia.

 

Já a atenuar a subida esteve a valorização do euro contra o dólar, o que trava o impacto da subida das matérias-primas, que transaccionam na moeda americana. O euro tem beneficiado de um alívio do dólar, essencialmente devido à incerteza em torno das políticas económicas da administração Trump e do facto de a Reserva Federal (Fed) não ter dado mais indicações sobre a evolução dos juros nos EUA, algo que os investidores acreditavam que acontecesse esta semana.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Marciano 27.05.2017

Para que os combustíveis não fossem os mais caros da europa, teríamos de acabar com os chulos deste país, a começar pelos senhores que gerem o monopólio do petróleo em Portugal, assim como os vampiros são sedentos de sangue, estes vampiros só veem maneira de espoliar o povo dos seus parcos fundos..

Anónimo 03.03.2017

Isto é uma vergonha, tenho pena que não falem mais vezes que não somos roubados só pelas empresas petrolíferas, a carga fiscal ou seja o dinheiro que vai para o estado é somente 85% do valor de venda por litro de combustível. bem podiam baixar estes impostos a fim de compensar estes preços.

Magno Casimiro 04.02.2017

Por mim, vou meter gasóleo em Espanha. A diferença não é muita, é só de 17 cêntimos/ litro.

Camaradaverao75 03.02.2017

Mas o Sr. Ministro da Economia já mandou investigar a concertação de preços!

ver mais comentários
pub