Media Comcast e Verizon em conversações “exploratórias” com a 21st Century Fox

Comcast e Verizon em conversações “exploratórias” com a 21st Century Fox

A Comcast e a Verizon estão, separadamente, em conversações "exploratórias" com a 21st Century Fox, de Rupert Murdoch, para analisar potenciais combinações com a empresa de media, avança o Financial Times.
Comcast e Verizon em conversações “exploratórias” com a 21st Century Fox
Bloomberg
Negócios 17 de novembro de 2017 às 08:04

A informação surge uma semana depois de ter sido noticiado que a Fox realizou negociações semelhantes com a Walt Disney, que estaria interessada em comprar a maioria dos activos da 21st Century Fox.


Segundo o FT, a Comcast e a Verizon, o grupo norte-americano de telecomunicações, estão interessadas em alguns dos activos de entretenimento da Fox, incluindo o seu estúdio de cinema, canais do cabo e a sua participação na Sky.

A mesma publicação destaca que a disponibilidade de Murdoch para se envolver em negociações com potenciais compradores sinaliza que está a considerar desmantelar o seu império de media, que levou décadas a construir.

A Comcast, a maior operadora de cabo da América, detém a NBCUniversal – dona da rede de transmissão da NBC, um portefólio de canais do cabo e o estúdio Universal, enquanto a Fox possui um portefólio de activos semelhante mas não a infra-estrutura de distribuição da Comcast.

Segundo fontes citadas pelo FT, o interesse da Comcast em iniciar negociações com a Fox aconteceu na sequência das conversações entre esta e a Disney, com vista a um negócio que excluiria a rede de transmissão da Fox e o Fox News Channel, bem como os seus direitos desportivos.

As conversações entre a Comcast e a Fox foram descritas como "exploratórias" e "iniciais" por duas fontes citadas pela publicação.

As acções da Fox dispararam mais de 8% na negociação após o fecho da sessão regular, elevando o valor de mercado da empresa de Murdoch para 53 mil milhões de dólares. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub