Aviação Como a TAP aplicou a pintura "retro" ao Airbus A330-300 em 72 segundos

Como a TAP aplicou a pintura "retro" ao Airbus A330-300 em 72 segundos

"Quisemos celebrar o caminho percorrido até agora com uma pintura muito especial", pois "72 anos são motivo de orgulho para qualquer um", diz a TAP, que amanhã apresenta oficialmente o novo avião.
A carregar o vídeo ...
Bruno Simões 25 de junho de 2017 às 17:42

A TAP só apresenta oficialmente na segunda-feira o seu novo avião baptizado Portugal e que pintou com as cores dos anos 1970. O Negócios já tinha revelado as imagens do Airbus A330-300 e agora a companhia aérea publicou um vídeo onde mostra como decorreu o processo de transformação do aparelho.

 

Intitulado de "Um presente com passado", no vídeo a TAP diz que "Quisemos celebrar o caminho percorrido até agora com uma pintura muito especial", pois "72 anos são motivo de orgulho para qualquer um".

 

72 são também os segundos do vídeo onde a TAP mostra o percurso do avião adquirido em regime de "leasing" à Singapore Airlines, desde o momento em que chegou aos hangares da companhia aérea, até ao acabamento da pintura "retro". Esta é igual à que era utilizada na frota da transportadora nacional nos anos 1960 e 1970, e inclui a designação "Transportes Aéreos Portugueses" ao longo da fuselagem, bem como o antigo símbolo no estabilizador vertical e nos "winglets", que também foram pintados.

 

De acordo com informações não confirmadas, a TAP vai ainda aplicar uma pintura especial a outra aeronave A330-300. Neste caso, serão apresentados os principais destinos turísticos do país na fuselagem da aeronave.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Zé d'Aldeia 26.06.2017

Não vi foi as gajas !

Little Bull 26.06.2017

Gostei!
Bom sentimento de nostalgia desses tempos.

Anónimo 25.06.2017

Já pensava que era um filme indiano.

pub
pub
pub
pub