Negócios num minuto  Como se posicionam os supervisores na reforma promovida pelo Governo?

Como se posicionam os supervisores na reforma promovida pelo Governo?

O Executivo quer, ainda este ano, colocar em marcha a reforma da supervisão financeira. Para já, tem a oposição do Banco de Portugal e da CMVM ao figurino que se encontra em cima da mesa. Diogo Cavaleiro, jornalista do Negócios, explica o que está em causa.
A carregar o vídeo ...
Negócios 08 de dezembro de 2017 às 11:00



A sua opinião13
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Discussão do... Sexo dos Anjos ! Há 1 semana

Ao tomar conhecimento do que estão a ser as respostas às catástrofes que abalaram o mundo económico português (casos, por enquanto, do BES, da CGD, do Banif, do BPN, do BPP);
Ao constatar com frustração que não estão a surgir as medidas radicais que eu e provavelmente os cidadãos-contribuintes portugueses desejaríamos – não posso deixar de recordar:
A queda do Império Romano do Oriente, com Constantinopla sitiada por Maomé II, enquanto os sábios do império (os piedosos frades) se dedicavam a eruditas discussões sobre o…sexo dos anjos!
Por cá não estaremos a discutir o sexo dos anjos, mas quem em essência virá a ter mais influência e prestígio no que de novo se pretende criar.
É assunto sem dúvida relevante, mas na minha modesta opinião de honrado “Zé Povinho”, seria assunto para finalizar e não para iniciar a reacção enérgica às chocantes e traumatizantes catástrofes financeiras, cuja factura nós outros cidadãos-contribuintes honestos, teremos incontornavelmente de pagar.

comentários mais recentes
Voz de um cidadão lesado Há 1 semana

Há os Lesados do BES, do Banif, etc..
A Todos os meus respeitos e votos que seja feito o que for possível fazer para corrigir os roubos de que foram vítimas.
Sem ser tal tipo de Lesado, sou-o de um outro grupo muito mais numeroso: o dos cidadãos honestos a quem discretamente vai ser solicitada o pagamento em impostos de uma factura possivelmente não muito inferior a 5 milhares de € por cabeça, em ordem a suportar as consequências de até agora impunes malfeitorias.
Como cidadão lesado, permito-me solicitar uma reflexão sobre o agravamento significativo das leis que punem comportamentos condenáveis no âmbito financeiro, mormente no domínio das cumplicidades e comportamentos ditos "cinzentos"
Permito-me também solicitar particular preocupação para questões potenciais ou reais de conflitos de interesses em organismos de supervisão, exigindo aos mesmos um comportamento ético irrepreensível e sujeito a constante escrutínio, exigências de produtividade na atuação e frugalidade nos gastos.

Representação na CMVM Há 1 semana

Será de Justiça que quem é chamado a sustentar quase por inteiro a CMVM, tenha representação nos seus órgãos.
A CMVM vive das contribuições que os investidores lhe pagam, e das multas que cobra aos intermediários financeiros.
Os intermediários estarão muito honrosamente representados na CMVM pela sua vice-presidente, originária do intermediário que por enquanto ainda serve mais de 60% da população portuguesa.
Mas os investidores (e que supomos serem quem mais contribui para sustentar a CMVM e, como os lesados do BES e do Banif evidenciam, quem mais prioritário é ouvir), não terão representação explícita nos órgãos da CMVM.
Propõe-se que tal seja rectificado e sugere-se como possível alternativa entre outras possíveis, a organização que em nossa opinião de investidor mesmo assim mais se tem levantado na defesa dos interesses de nós todos.
Referimo-nos, sem qualquer interesse pessoal, à incómoda mas atuante associação de defesa dos consumidores, a DECO.

Os xuxxas no seu melhoe Há 1 semana

Já pagaram os 78.000.000.000 eur que o Sócrates pediu emprestado ?

Já pagaram os 78.000.000.000 eur que o Sócrates pediu emprestado ?

Já pagaram os 78.000.000.000 eur que o Sócrates pediu emprestado ?

CMVM para o Porto Há 1 semana

Falta um iten na bem intencionada proposta do trabalhador ex- Ministro da Economia, ex-presidente infeliz da CMVM, atual e promissor assessor da CGD e emérito fadista, Sr.Dr. Carlos Tavares.
Falta propor que a CMVM seja de imediato transferida para o Porto, porque lá de certeza poderiam ser escassos os motivos de distracção para socialites, mas seria muito o trabalho produtivo que todos os investidores-contribuintes da CMVM desejam.

ver mais comentários
pub