Aviação Companhia aérea brasileira Azul regista lucro de 53,8 milhões de euros no terceiro trimestre

Companhia aérea brasileira Azul regista lucro de 53,8 milhões de euros no terceiro trimestre

A companhia aérea brasileira Azul, que detém 40% das acções da TAP, registou lucros de 204 milhões de reais (53,8 milhões de euros) no terceiro trimestre deste ano.
Companhia aérea brasileira Azul regista lucro de 53,8 milhões de euros no terceiro trimestre
Lusa 09 de novembro de 2017 às 18:09
Segundo os resultados divulgados hoje pela empresa, o lucro cresceu mais de 21 vezes face a igual período do ano passado, quando somou 9,4 milhões de reais (2,4 milhões de euros).

Para o aumento do resultado líquido contribuiu principalmente o crescimento de 15% da receita, que no terceiro trimestre de 2016 foi de 1,73 mil milhões de reais (460 milhões de euros) e nos primeiros nove meses deste ano atingiu 1,99 mil milhões de reais (530 milhões de euros).

Também houve uma redução de quase 30% das despesas financeiras, que passaram de 200,5 milhões de reais (52,9 milhões de euros) para 141,2 milhões de reais (37,2 milhões de euros).

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) no terceiro trimestre deste ano foi de 249,3 milhões de reais (65,8 milhões de euros), o que representa uma subida de 50,1% na comparação com mesmo período de 2016 quando somou 166 milhões de reais (43,8 milhões de euros).

A companhia aérea Azul frisou que em 11 de Outubro, as agências de risco Moody's e S&P lhe atribuíram o rating Ba3 e B+, respectivamente, com perspectiva estável.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar