Aviação Companhia aérea Monarch suspende operações depois de insolvência

Companhia aérea Monarch suspende operações depois de insolvência

As autoridades britânicas terão de levar a cabo a maior operação de repatriamento de cidadãos nacionais em tempo de paz depois de a companhia aérea Monarch ter entrado em insolvência.
Companhia aérea Monarch suspende operações depois de insolvência
Paulo Zacarias Gomes 02 de outubro de 2017 às 07:32
A companhia aérea britânica Monarch Airlines entrou em insolvência e interrompeu todas as suas operações esta segunda-feira, 2 de Outubro, cancelando cerca de 300 mil reservas futuras e deixando sem transporte de regresso ao Reino Unido milhares de passageiros.

"O aumento da pressão dos custos e condições de mercado cada vez mais competitivas nas deslocações de proximidade contribuíram para que o grupo Monarch tivesse vivido um período sustentado de perdas comerciais," afirmou Blair Nimmo, administrador da companhia indicado pela KPMG para gerir a empresa durante a insolvência, citado pela Reuters.

"Lamentamos anunciar que a Monarch suspendeu voos e férias," escreveu a empresa na rede social Twitter esta madrugada.
O fim das operações leva as autoridades britânicas a pôr em prática, de acordo com a agência noticiosa, a maior operação de sempre em tempo de paz para repatriamento de cidadãos britânicos, que com esta situação ficam privados do transporte de regresso. A Autoridade de Aviação Civil vai alugar mais de 30 aviões para proceder ao retorno.

O ministro britânico dos transportes, Chris Grayling, afirmou entretanto que tem estado em contactos com outras companhias tendo em vista a possível contratação de empregados da Monarch que percam o seu emprego em resultado da insolvência. 

Recentemente, duas outras empresas - a Air Berlin e a Alitalia - entrou em insolvência e nas últimas semanas, invocando problemas com as férias dos pilotos, a Ryanair cancelou milhares de viagens na Europa incluindo cerca de 900 em Portugal. 

As empresas do grupo Monarch que entraram em insolvência são a Monarch Airlines, a Monarch Holidays Ltd, a First Aviation Ltd, a Avro Ltd e a Somewhere2stay Ltd.

Em Abril passado a empresa tinha anunciado um reforço das operações em Portugal, com voos do Porto para Londres, Manchester e Birmingham. A companhia voa há mais de 40 anos para Faro (existe desde 1968), há cinco para o Funchal e desde há um ano para Lisboa.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub