Aviação Companhias aéreas ganham 200 milhões por falta de queixas

Companhias aéreas ganham 200 milhões por falta de queixas

Os principais motivos de queixas são os atrasos e os cancelamentos. As companhias com mais reclamações em Portugal foram a TAP e a SATA Air Açores em 2016, avança o Jornal de Notícias.
Companhias aéreas ganham 200 milhões por falta de queixas
Sara Matos
Negócios 24 de julho de 2017 às 09:22
Os passageiros das companhias aéreas europeias podem reclamar entre 125 e 600 euros em caso de atraso, cancelamento ou recusa de embarque devido a "overbooking". Mas só três em cada 10 mil passageiros transportados em 2016 é que formalizaram alguma queixa junto da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), o que levou a que não fossem cobrados 200 milhões de euros às companhias aéreas.

Os dados referem-se ao ano de 2014 e foram calculados pela Airhelp, empresa que assiste passageiros a reclamar direitos na Europa, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira, 24 de Julho.

Bernardo Pinto, responsável pela Airhelp em Portugal sublinha que os "portugueses têm pouco conhecimento dos seus direitos". Dos 40 mil portugueses já assistidos pela empresa, apenas 2% sabiam que tinham direito a compensação. Os principais motivos de queixas são os atrasos e os cancelamentos.

Os passageiros portugueses enfrentam dificuldades para conhecerem os seus direitos. O site da ANAC, por exemplo, direcciona os passageiros para o regulamento europeu, em língua inglesa e onde a informação surge de forma complexa, sublinha o JN.

As companhias com mais reclamações em Portugal foram a TAP e a SATA Air Açores em 2016.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub