Desporto Compra dos ginásios Pump chega à Concorrência

Compra dos ginásios Pump chega à Concorrência

A Sonae Capital, dona dos health clubs Solinca, notificou à Concorrência a compra dos centros de fitness da About, com a marca Pump. O negócio pode superar os 8 milhões de euros.
Compra dos ginásios Pump chega à Concorrência
Paulo Zacarias Gomes 30 de novembro de 2017 às 12:08
A Sonae Capital já notificou a Concorrência da compra, através da Solinca, da About, dona dos ginásios Pump. A notificação prévia, entregue na passada segunda-feira, foi dada a conhecer esta quinta-feira em anúncio publicado pela AdC na imprensa.

A concentração tinha sido anunciada no passado dia 17, num comunicado enviado pela Sonae Capital à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), onde se anunciava a compra de oito ginásios, por mais de 8 milhões de euros.

O valor indicado pela empresa para a transacção apontava para uma componente fixa no valor de 8,6 milhões de euros (que pode ser revisto consoante o valor da dívida externa à data da venda) e uma variável que está associada à concretização do plano de expansão da rede no espaço de um ano.

Com o controlo exclusivo da About, a Sonae Capital (liderada por Cláudia Azevedo, na foto) passará a gerir um total de pelo menos 26 espaços (aos oito da Pump juntam-de os 18 que já estão nas mãos da empresa, sob a marca Solinca, segundo a notificação da AdC). 

Além dos oito ginásios que a rede Pump já detém - República, Parque das Nações, Alvalade, Odivelas, Amadora, Almada e Barreiro na Grande Lisboa e o de Faro -, a em Janeiro do ano que vem deverá abrir um novo espaço em Tercena e no primeiro trimestre de 2018 um no Seixal.

Os terceiros que estejam interessados em fazer observações sobre a operação devem remeter os seus contributos à Autoridade da Concorrência "no prazo de dez dias úteis," lê-se no anúncio.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
JCG Há 2 semanas

Mas a autoridade da concorrência perde tempo com coisas destas? é para isso que lhes pagamos? Ridículo!

Saber mais e Alertas
pub