Empresas Concorrência obriga Jerónimo Martins a pagar 30 mil euros

Concorrência obriga Jerónimo Martins a pagar 30 mil euros

Pouco menos de 30 mil euros, foi quanto o grupo Jerónimo Martins foi condenado pela Autoridade da Concorrência a pagar pela infracção detectada na venda de 15 bens na promoção do passado dia 1 de Maio. É o valor máximo permitido pela legislação que regula a venda abaixo do preço de custo.
Isabel Aveiro 09 de agosto de 2012 às 00:01
Naquela data, a cadeia Pingo Doce, com 369 hiper e supermercados em Portugal Continental e na Madeira, realizou descontos directos de 50% em compras superiores a 100 euros, excluindo combustível, área de bem estar (medicamentos não sujeitos a receita médica), têxteis e electrodomésticos.

Três meses mais tarde, a Autoridade da Concorrência condenou a retalhista por "prática de 15 contra-ordenações", segundo a notícia avançada ontem, quarta-feira, pela RTP. "A arguida foi condenada, por cúmulo jurídico, na coima única de 29, 927 mil euros, mais 250 euros de custas" do processo. No total são 30,17 mil euros que a JM terá de desembolsar.

A RTP, que avançou a notícia em primeira-mão, adiantou ainda que as infracções foram sobre o custo de venda de 15 produtos como açúcar, arroz, vinho, leite, café, flocos de cereais, dentífricos e fraldas.

A coima à JM atinge assim o valor máximo possível por lei. Em causa está o artigo 13º do decreto-lei 370/93, que determina que os produtos não podem ser vendidos abaixo do preço de custo (produção, impostos e transporte incluído).

Contactada, fonte oficial da JM garantiu ao Negócios que não recebera, até a altura, qualquer notificação da Concorrência. Da Autoridade não foi possível obter informações adicionais até ao fecho da presente edição.



A sua opinião17
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
asCetaiyl50k 11.12.2016

http://levaquin-online.cricket/ - levaquin http://buyadalat.club/ - adalat online http://seroquel-sleep.party/ - seroquel http://cialis-5-mg.cricket/ - buy cialis viagra

asCetamxza13 10.12.2016

http://retinamicro.eu/ - retin a retinol http://cialis-for-sale.cricket/ - cialis brand name http://vardenafilonline.gdn/ - vardenafil http://bupropionxl.eu/ - bupropion tablets http://doxycycline-mono.science/ - buying doxycycline online

asCetab2b196 15.11.2016

http://nexium-online.gdn/ - buy nexium online http://torsemide.men/ - torsemide potassium http://cymbalta-cost.eu/ - cymbalta cost without insurance http://synthroidonline.bid/ - synthroid online http://citalopram-hbr.science/ - citalopram hydrobromide http://buy-baclofen.gdn/ - baclofen http://viag

asCeta9b5yq9 31.10.2016

http://stromectolonline.date/ - stromectol http://clindamycin.club/ - clindamycin penicillin http://buy-valtrex-online.eu/ - buy valtrex on line http://triamterenehydrochlorothiazide.date/ - hydrochlorothiazide

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub