Empresas Concorrência efectuou buscas em empresas de manutenção ferroviária

Concorrência efectuou buscas em empresas de manutenção ferroviária

A Autoridade da Concorrência confirmou, em comunicado, que realizou buscas e apreensões em sete instalações de nove empresas de manutenção ferroviária, por suspeitas de cartel no sector.
Concorrência efectuou buscas em empresas de manutenção ferroviária
Negócios 25 de julho de 2017 às 18:32

A Autoridade da Concorrência (AdC) confirmou esta terça-feira, 25 de Julho, que realizou, nos últimos dias, buscas e apreensões em sete instalações de nove empresas de manutenção ferroviária.

As empresas em causa localizam-se nas áreas da Grande Lisboa e Porto, e foram alvo destas diligências devido a indícios de cartel no sector, que fundamentam suspeitas de infracção à Lei da Concorrência.

Em comunicado, o organismo liderado por Margarida Matos Rosa (na foto) explica que as suspeitas resultaram de uma denúncia efectuada no âmbito da campanha de Combate ao Conluio na Contratação Pública que a Autoridade da Concorrência tem levado a cabo, desde 2016, junto de entidades adjudicantes e das entidades com funções de fiscalização e monitorização dos procedimentos de contratação pública.

"Desde o início do ano, a AdC já realizou diligências de busca e apreensão em 35 instalações de 36 entidades, nos sectores do transporte fluvial turístico, ensino da condução, distribuição e grande distribuição e segurador", avança o comunicado, acrescentando que as diligências desta natureza configuram um meio de obtenção de prova, o que não significa que as empresas visadas venham a ser objecto de condenação.

A Autoridade da Concorrência decretou o segredo de justiça neste processo a fim de preservar os interesses da investigação.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub