Empresas Concorrência realizou operações de busca a 15 empresas desde Janeiro

Concorrência realizou operações de busca a 15 empresas desde Janeiro

O regulador realizou buscas nas áreas da Grande Lisboa e do Grande Porto, no âmbito de investigações por eventual violação da lei da concorrência.
Concorrência realizou operações de busca a 15 empresas desde Janeiro
Alexandra Noronha 18 de abril de 2017 às 12:59

A Autoridade da Concorrência (AdC) levou a cabo, desde o início de 2017, buscas em 15 empresas nas áreas da Grande Lisboa e do Grande Porto, no âmbito de investigações por eventual violação da lei da concorrência.


Em comunicado, o regulador referiu que "as práticas proibidas sob suspeita desenvolvem-se em diferentes sectores de actividade na oferta de bens e serviços com impacto directo sobre o consumidor final".


A Concorrência detalhou ainda que estas diligências "foram realizadas em oito concelhos do país, tendo correspondido a um total de cerca de 60 dias de buscas, envolvendo mais de duas dezenas de instrutores da AdC e duas dezenas de agentes das forças policiais".


Os processos em causa estão em segredo de justiça, "a fim de preservar os interesses das investigações em curso, tendo após a realização das diligências sido já levantado o segredo de justiça relativamente a um processo no sector do transporte fluvial turístico, no concelho do Porto", referiu o mesmo comunicado.


No ano passado, a AdC fez buscas em nove entidades distribuídas por 13 instalações. "As operações são efectuadas ao abrigo de mandados judiciais emitidos pelo DIAP (Departamento de Investigação e Acção Penal)", adiantou a Concorrência.


"As diligências de busca e apreensão configuram um meio de obtenção de prova de ilícitos concorrenciais. Destas diligências não decorre qualquer juízo de culpa ou condenação das empresas envolvidas", garantiu o regulador. 


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira Há 1 semana

Realizou buscas depois de as programar com os visados (podia lá não haver ninguém- a mim já me aconteceu ir a um serviço publico e uma secção estava toda de férias, nada pude fazer) e depois foram almoçar juntos.

pub
pub
pub
pub