Empresas Confiança dos empresários alemães sobe para novo máximo

Confiança dos empresários alemães sobe para novo máximo

O índice que mede o clima empresarial na Alemanha atingiu um novo recorde em Junho, devido às perspectivas optimistas para a economia do país.
Confiança dos empresários alemães sobe para novo máximo
Rita Faria 26 de junho de 2017 às 09:44

A confiança dos empresários alemães subiu para máximos em Junho, impulsionada pelas perspectivas optimistas para a maior economia europeia.

O índice do Instituto Ifo que mede o clima empresarial aumentou de 114,6 pontos, em Maio, para 115,1 pontos, em Junho, valor que representa um novo recorde. O resultado supera largamente as estimativas dos economistas consultados pela Bloomberg, que antecipavam uma descida ligeira para 114,5 pontos.

No ano passado, a Alemanha cresceu ao ritmo mais acelerado dos últimos cinco anos, e os dados conhecidos desde então reforçam as expectativas de mais um ano de forte crescimento para o "motor" da Europa.

No início deste mês, o banco central do país – o Bundesbank – melhorou as estimativas de crescimento de 1,8% para 1,9%, este ano, de 1,6% para 1,7% em 2018 e de 1,5% para 1,6% em 2019.

 

"Graças à situação muito saudável do mercado de trabalho, o consumo privado, juntamente com os gastos do governo e o investimento em habitação, assegurará um ritmo de crescimento contínuo e sólido", afirmou o presidente do Bundesbank, Jens Weidmann. "Esses factores combinar-se-ão para produzir o cenário de uma recuperação económica abrangente e bastante rápida".

 

O índice Ifo que mede as condições económicas actuais melhorou de 123,3 pontos, em Maio, para 124,1 pontos este mês, enquanto o indicador das expectativas cresceu de 106,5 pontos para 106,8 pontos.

 

De acordo com os dados do PMI divulgados na passada sexta-feira, enquanto as empresas do sector industrial estão a desfrutar do melhor ano desde 2011, a actividade dos serviços tem abrandado em 2017.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar