Construção Construção cresce pelo quinto mês consecutivo

Construção cresce pelo quinto mês consecutivo

O sector da construção voltou a registar crescimento, apesar de ter observado um abrandamento em Maio.
Construção cresce pelo quinto mês consecutivo
Konstantinos Tsakalidis/Bloomberg
Sara Antunes 10 de julho de 2017 às 11:31

O índice de produção na construção aumentou 0,8%, em Maio, face ao mesmo período do ano passado, revelou esta segunda-feira, 10 de Julho, o Instituto Nacional de Estatística (INE). Os dados referem-se a uma média móvel de três meses.

 

Este é o quinto mês consecutivo de crescimento neste sector, que nos últimos anos passou por sérias dificuldades. 2017 parece assim ser o ano da recuperação da construção, numa altura em que o mercado imobiliário tem dado provas de crescimento. A procura por casa tem aumentado e a banca tem até ajudado, já que a concessão de crédito tem também aumentado.

 

A contribuir para o crescimento do sector tem estado precisamente a construção de edifícios, um segmento que está a crescer há seis meses, ainda que tenha abrandado o ritmo para 2% em Maio. Já o segmento de engenharia civil continua a reportar quedas, depois de em Março ter contrariado esta tendência.

 

O índice de emprego continua a aumentar, tendo crescido 2,1%, no mês em análise, assim como as remunerações pagas, que cresceram 3,3%.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 10.07.2017

Ja foi aqui alertado o enriquecimento por parte das empresas de trabalho temporario a trabalhar fora de portugal.. perturbam o bom funcionamento das empresas serias...

MOTA ENGIL VAI VOLTAR AOS 6.00 EUROS 10.07.2017

MOTA ENGIL , VAI SER UM VERÃO DE FRANCO CRESCIMENTO PARA ESTA EMPRESA, VAI VOLTAR AOS 6.00 EUROS COMO EM 2014,