Construção Construção: Há três anos que não se concluíam tantos edifícios por trimestre em Portugal

Construção: Há três anos que não se concluíam tantos edifícios por trimestre em Portugal

O INE revelou esta quinta-feira que no terceiro trimestre deste ano foram concluídos 3.334 edifícios em Portugal. A última vez que foram terminados tantos edifícios no país foi no terceiro trimestre de 2014.
Construção: Há três anos que não se concluíam tantos edifícios por trimestre em Portugal
Reuters
Ana Laranjeiro 14 de dezembro de 2017 às 12:22

Os tempos mais conturbados para o sector da construção em Portugal podem já ter passado. Os dados do Instituto Nacional de Estatística publicados esta quinta-feira, 14 de Dezembro, indicam que de Julho a Setembro foram concluídos 3.334 edifícios em território nacional. Este valor reflecte um crescimento de 23,2% em termos homólogos.

Além disso, os dados disponibilizados pelos gabinete nacional de estatística indicam também que, desde o terceiro trimestre de 2014 que não eram concluídos tantos edifícios por trimestre.

Os dados indicam que o número de edifícios terminados têm vindo a crescer a um ritmo trimestral desde o início do ano passado. No último trimestre de 2015, o número de edifícios concluídos foi de 2.614 sendo que nos três meses seguintes – o primeiro trimestre de 2016 – o número de edifícios terminados caiu para 2.560. Mas, desde então, a contabilização tem vindo a subir: 2.587 no segundo trimestre do ano passado, 2.707 no trimestre seguinte e 2.807 nos três últimos meses do ano de 2016. De Janeiro a Março deste ano foram terminados 2.896 edifícios e 2.903 no segundo trimestre deste ano.

A maioria dos edifícios que foram concluídos entre Julho a Setembro de 2017 foram construções novas (2.294), grande parte dos quais para habitação familiar (1.529). A área onde foram concluídos mais edifícios foi no Norte do país (1.298), seguido pela região Centro (1.014). Por outro lado, a Região Autónoma da Madeira foi onde houve menos prédios terminados: 70 edifícios, o que, ainda assim, representa um crescimento de 70,7% face ao período homólogo, época em que foram concluídos 41 imóveis.

Ao contrário do que aconteceu durante a crise que afectou o país, a reabilitação de edifícios não é a vertente mais procurada. Contudo, o terceiro trimestre deste ano foi o melhor período para a reabilitação pelo menos, desde o terceiro trimestre do ano passado. No terceiro trimestre de 2017 foram concluídos 1.040 edifícios para reabilitação. Nos três meses antes, foram terminados 915 edifícios. E no primeiro trimestre deste ano foram finalizados 888 edifícios. Olhando para o terceiro e quarto trimestre do ano passado, a conclusão de prédios ficou abaixo – 833 e 870 respectivamente.

No que diz respeito ao licenciamento de edifícios, os dados INE indicam que, em Portugal, no terceiro trimestre deste ano, foram licenciados 4.472 edifícios, o que representa um crescimento de 6,7% face ao período homólogo.

Também neste caso, a maioria dos licenciamentos feitos foram para construções novas (3.040), com bem mais de metade com a finalidade de habitação familiar (2.257). Foram licenciados 1.111 para a reabilitação.

Apesar de, em termos homólogos, o licenciamento de edifícios ter crescido, é possível verificar que o número de licenciamentos tem vindo a diminuir desde o início de 2017. No primeiro trimestre deste ano foram licenciados 4.990 edifícios, sendo que nos três meses seguintes, o número de edifícios licenciados foi de 4.694 edifícios. 


Há dois dias, o INE revelou que a produção na construção aumentou 2,6% em Outubro, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Este é o ritmo mais rápido de crescimento desde pelo menos Março de 2006, último mês em que há dados.




pub