Automóvel Construtores automóveis investem mais de 90 mil milhões em carros eléctricos  

Construtores automóveis investem mais de 90 mil milhões em carros eléctricos  

As fabricantes alemãs estão na linha da frente do investimento em carros eléctricos.
reuters reuters lusa reuters reuters reuters
Negócios com Reuters 16 de janeiro de 2018 às 14:04

O mercado dos carros eléctricos representa apenas 1% das vendas a nível mundial, mas é cada vez mais a grande aposta das construtoras.

 

Uma recolha efectuada pela Reuters aponta para um investimento de pelo menos 90 mil milhões de dólares por parte das grandes fabricantes mundiais. Um valor que, segundo a agência de notícias, deverá continuar a crescer.

 

A Ford foi a última marca automóvel a intensificar a aposta nos carros eléctricos, quando no início da semana aproveitou o arranque do Salão Automóvel de Detroit para anunciar que pretende duplicar o investimento neste segmento para 11 mil milhões de dólares.

 

"Estes 11 mil milhões que estão a ver, significa que estamos" a apostar muito nesta área. "A única questão é se os clientes vão estar connosco e acreditamos que vão estar", disse Bill Ford, chairman executivo da Ford.

 

Segundo a Reuters, as empresas norte-americanas comprometeram-se com o investimento de 19 mil milhões de dólares, as chinesas 21 mil milhões de dólares e as alemãs 52 mil milhões de dólares.    

 

A Volkswagen é a fabricante com o maior volume de investimento projectado – 40 mil milhões de dólares até 2030. A Daimler tem planeado um investimento de 11,7 mil milhões de dólares para lançar 10 carros totalmente eléctricos e 40 híbridos.

 

Fontes das marcas automóveis disseram à agência de notícias que uma fatia considerável deste investimento tem o mercado chinês como destino, pois o Governo deste país impôs quotas para os automóveis eléctricos a partir de 2019.

 

Apesar de o lançamento de SUV estar a dominar o Salão Automóvel de Detroit, muitas marcas aproveitam também o evento para mostrar novos modelos eléctricos.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub