Automóvel Contestação à comissão de trabalhadores da Autoeuropa sobe de tom
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Contestação à comissão de trabalhadores da Autoeuropa sobe de tom

Um abaixo-assinado na fábrica da Volkswagen vai obrigar à realização de plenários para discutir o futuro da comissão de trabalhadores.
Contestação à comissão de trabalhadores da Autoeuropa sobe de tom
Bruno Simão/Negócios
André Cabrita-Mendes 07 de fevereiro de 2018 às 21:37

A contestação à comissão de trabalhadores da Autoeuropa está a subir de tom em Palmela. Um abaixo-assinado a contestar a actuação da comissão de trabalhadores (CT) vai obrigar à realizaç)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anda tudo baralhado 08.02.2018

OS trabalhadores (os verdadeiros) têm de abrir os olhos e correr com os sindicalistas à paulada......os gajos estão a lixar-vos no médio e longo prazo. Já comprometeram o vosso ganha pão e o bem estar das vossas famílias para além de 2020 e vocês nada fazem?!?!?
Acordem....

Blah blah blah 08.02.2018

Se a Autoeuropa tivesse começado logo com trabalho ao sábado não havia problema algum......
Quando ela sair (2020) e for tudo para o desemprego vão ver que aceitam qualquer coisa para ganhar algum e de certeza que não serão condições ao nível da AE, que em plena crise, aumentou os salários....

Anónimo 08.02.2018

A Autoeuropa está com 3500 trabalhadores, que nem todos eles estão de acordo com o aumento do horário de trabalho... antes só se trabalhava ao sábado se o quisessem ou se pudessem trabalhar. A obrigação de mais um dia de trabalho é o que está em estudo. Para mais tarde aplicar em mais empresas...

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub