Indústria Corticeira Amorim vende posição na norte-americana US Floors

Corticeira Amorim vende posição na norte-americana US Floors

A Amorim Revestimentos vai desfazer-se, durante o quarto trimestre, da participação de 25% detida naquela empresa que opera no estado da Georgia. O valor da venda não foi divulgado mas, há oito anos, a compra da posição ascendeu a dez milhões de dólares.
Corticeira Amorim vende posição na norte-americana US Floors
Paulo Zacarias Gomes 20 de Outubro de 2016 às 17:06
A Corticeira Amorim anunciou esta quinta-feira, 20 de Outubro, que a subsidiária da Amorim Revestimentos, a AmorimFlooringInvestments, acordou vender a sua participação de 25% na norte-americana USFloors, comprada há quase oito anos. 

A alienação da posição na companhia sediada em Dalton, Estado da Georgia, EUA, será feita à Shaw Industries Group, que opera no mesmo Estado. O valor da transacção não foi divulgado no comunicado enviado pela empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em Dezembro de 2008, quando a Corticeira Amorim comprou a posição de que agora se desfaz, a aquisição representou um investimento de cerca de dez milhões de dólares (7,1 milhões de euros à cotação de então, 9,14 milhões à cotação actual).

A venda estará concluída no quarto trimestre deste ano, estando ainda dependente das "habituais condições de fecho e aprovações legais".

Depois de concluída a venda, a US Floors continuará a comercializar os produtos da Amorim Revestimentos nos EUA. A US Floors comercializa compósitos em madeira e plástico sob a marca Coretec, além de revestimentos em cortiça, bambu e madeira.

As acções da Corticeira Amorim terminaram a sessão desta quinta-feira a valorizar 0,94% para 9,588 euros.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

PS - PCP - BE - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Novas pensões mínimas serão sujeitas a prova de rendimento...

para se gastar mais dinheiros com os subsídios às pensões douradas da CGA.


(As pensões da CGA são subsidiadas em 500€, 1000€, 1500€ e mais, por mês.

Estas pensões sim, devem ser sujeitas a condição de recursos.

E não as mínimas.)

comentários mais recentes
jose cobra Há 2 semanas

É mais fácil discutir devoluções do que gramar cortes.

Paulo Nogueira Há 2 semanas

Really!!!

Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Lá vem mais dinheiro para a malta dos direitos adquiridos...

E mais impostos para os outros portugueses.


Viver à custa dos outros é muito bom.

Mas para quem paga... não tem piada nenhuma.

Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

PS - PCP - BE - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Novas pensões mínimas serão sujeitas a prova de rendimento...

para se gastar mais dinheiros com os subsídios às pensões douradas da CGA.


(As pensões da CGA são subsidiadas em 500€, 1000€, 1500€ e mais, por mês.

Estas pensões sim, devem ser sujeitas a condição de recursos.

E não as mínimas.)

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub