Banca & Finanças Costa: Banca portuguesa saiu do impasse e vai ajudar crescimento da economia  

Costa: Banca portuguesa saiu do impasse e vai ajudar crescimento da economia  

"Aquilo que tenho registado ao longo deste ano é que saímos, precisamente, do impasse", disse António Costa numa conferência de imprensa com o chefe do Governo espanhol, Mariano Rajoy, com quem teve um almoço de trabalho.
Costa: Banca portuguesa saiu do impasse e vai ajudar crescimento da economia  
Bruno Simão/Negócios
Lusa 14 de Novembro de 2016 às 17:38

O primeiro-ministro português, António Costa, realçou hoje em Madrid que o sistema financeiro português saiu do impasse em que se encontrava e que isso irá ajudar no crescimento da economia, tendo dado como exemplo o caso de Espanha.

 

"Aquilo que tenho registado ao longo deste ano é que saímos, precisamente, do impasse", disse António Costa numa conferência de imprensa com o chefe do Governo espanhol, Mariano Rajoy, com quem teve um almoço de trabalho.

 

Para o primeiro-ministro português, o exemplo espanhol no sector financeiro "é um excelente exemplo" e explicou que o país vizinho deu "prioridade à resolução dos problemas da banca" e isso é uma das razões que explicam o "forte crescimento" que tem neste momento.

 

"Portugal teve outras prioridades e tem de tratar agora do que a Espanha tratou antes", concluiu António Costa.

 

O primeiro-ministro considerou ter sido "uma alteração essencial o facto de a Comissão Europeia ter autorizado a capitalização a 100 % pública deste banco".

 

"Esse plano de capitalização, que é o essencial, está a decorrer normalmente, está em curso e será concluído no calendário previsto", explicou António Costa, que referiu ainda que os problemas do BPI e do BCP estão também em vias de ser resolvidos.

 

A Espanha recebeu em 2011 uma ajuda europeia dirigida à resolução dos problemas do seu sistema bancário, ao contrário de países como a Grécia e Portugal que foram alvo do auxílio internacional (União Europeia e Fundo Monetário Internacional) para corrigir desequilíbrios orçamentais.

 

"Estamos a sair de uma fase de instabilidade do nosso sistema financeiro, a estabilizá-lo e a concluir um trabalho com o Banco de Portugal para termos uma solução sistémica para resolver situações de activos menos preformantes da banca portuguesa", afirmou António Costa.

 




A sua opinião32
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Alberto Costa Há 2 semanas

Falou o Strob...

comentários mais recentes
Francisco Carvalho Há 2 semanas

É UM OPORTUNISTA,QUE APROVEITA TODAS AS " OPORTUNIDADES" NÃO É SÓ O SEGURO QUE O CONHECE,OS PORTUGUESES TAMBÉM!!!

JCG Há 2 semanas

Este tipo parecendo pragmático é na verdade um mestre da mistificação, da ligeireza e da superficialidade. É alguém que se satisfaz com a mera posse do poder pelo poder. É um burocrata do poder.

Temos de afastar o Domingues sanguessuga Há 2 semanas

Palavra dada palavra honrada era antes de ir usurpar o poleiro! Chegou lá de maneira estranha, agora a palavra dada é palavra desonrada! O q se está a passar na caixa fede como a peste! Domingues e a pandilha querem encher os bolsos e não prestar contas a ninguém! Centeno com riso de tótó o q faz?!

Jorge Santos Há 2 semanas

Mais uma banhada.

ver mais comentários
pub