Banca & Finanças Credit Suisse entre os bancos investigados por suspeitas de corrupção em Moçambique

Credit Suisse entre os bancos investigados por suspeitas de corrupção em Moçambique

O FBI e o Departamento de Justiça estão a investigar se os bancos permitiram e facilitaram práticas de corrupção na emissão de dívida de Moçambique.
Credit Suisse entre os bancos investigados por suspeitas de corrupção em Moçambique
Bloomberg
Negócios 06 de novembro de 2017 às 12:46

As autoridades norte-americanas estão a investigar três bancos internacionais – o suíço Credit Suisse, o russo VTB Group e o francês BNP Paribas – pelo seu papel na venda de 2 mil milhões de dólares de obrigações de Moçambique, avança esta segunda-feira, 6 de Novembro, o The Wall Street Journal.

Segundo a mesma publicação, o FBI está a investigar se os bancos facilitaram a corrupção, permitindo que altos responsáveis daquele país africano se apropriassem de dinheiro arrecadado na emissão de dívida.

O Departamento de Justiça, por seu lado, quer perceber se os bancos ajudaram as autoridades moçambicanas a levantar mais dinheiro do que aquele que a economia permite razoavelmente pagar.

A possível violação das regras por parte destes três bancos já estava a ser analisada desde o ano passado pelas autoridades reguladoras dos Estados Unidos, Reino Unido e Suíça, sendo que os últimos inquéritos ampliaram a investigação para examinar a possibilidade de avançar para um processo criminal.

Em Novembro de 2016, o FMI denunciou a ocultação pelas autoridades moçambicanas de endividamento externo no valor de 1,37 mil milhões de dólares (cerca de 10,6% do PIB em 2015) entre 2012 e 2015.

 

A 18 de Janeiro, Moçambique falhou o pagamento de quase 60 milhões de dólares referentes a uma emissão de dívida pública, no valor de 727,5 milhões de dólares, feita em Abril do ano passado. Aquela dívida já tinha sido sujeita a uma reestruturação que alargou o prazo de reembolso de 2020 para 2023 e aumentou a taxa de juro anual. Um mês depois, o país entrou oficialmente em incumprimento financeiro.

 

As acções do Credit Suisse estão a descer 0,81% para 16,01 francos suíços, enquanto o BNP Paribas perde 1,52% para 64,76 euros. Os títulos do VTB Group não estão a negociar devido à comemoração de um feriado na Rússia.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
António Vieira Há 1 semana

Estes bancos estão sob investigação das "autoridades reguladoras dos Estados Unidos, Reino Unido e Suíça"? E o Banco Central Europeu, supervisor do BNP Paribas? Fica a ver os outros actuarem?

pub