Tecnologias Crise da Toshiba acentua-se com perdas de 5,6 mil milhões nos activos. Acções afundam

Crise da Toshiba acentua-se com perdas de 5,6 mil milhões nos activos. Acções afundam

Em causa está o negócio de energia nuclear da empresa nos EUA, que registou custos superiores ao esperado . As acções da tecnológica japonesa seguiam a cair 15%.
Crise da Toshiba acentua-se com perdas de 5,6 mil milhões nos activos. Acções afundam
Bloomberg
Negócios 19 de janeiro de 2017 às 09:24

A Toshiba continua em maus lençóis, com uma crise financeira que se agravou esta quinta-feira, 19 de Janeiro, depois de notícias de que a japonesa iria registar uma desvalorização de 6 mil milhões de dólares (5,6 mil milhões de euros) do seu negócio de energia nuclear nos EUA. Os mercados reagiram e as acções da gigante japonesa já seguiam a cair 15%, segundo a Reuters.


E há sérias dúvidas de que um programa que o conglomerado industrial tem em cima da mesa para "consertar" as finanças tenha sucesso, mesmo que vá para a frente a venda do negócio de chips da Toshiba.


O grupo japonês contactou o estatal Banco de Desenvolvimento do Japão para pedir ajuda, segundo uma fonte anónima referida pela Reuters. Além disso, a empresa tem estado em reuniões com os seus principais bancos financiadores para discutir possíveis apoios.  


Depois de um escândalo contabilístico em 2015, em que se descobriu que a empresa andou anos a manipular os resultados, a Toshiba mergulhou numa crise inesperada no final do ano passado, quando se começou a falar dos sobrecustos em projectos geridos por uma empresa de construção de unidades de energia nuclear que a japonesa comprou recentemente nos EUA.


Em cima da mesa poderão estar valores entre os quatro mil milhões de euros e os 5,7 mil milhões de euros, em parte devido a flutuações cambiais desfavoráveis.


A Toshiba não quis comentar a notícia da Reuters, mas desde 2015 que a tem tido dificuldade em encontrar financiamento nos mercados. Em cima da mesa poderá estar a separação da unidade de chips e criação de uma nova empresa para esse negócio.


O grupo japonês quer ainda vender uma posição minoritária na unidade de semicondutores. A Toshiba emprega quase 190 mil pessoas e opera em negócios tão dispares como as máquinas de lavar, elevadores e baterias.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Johnny 19.01.2017

Os portáteis são (eram) muito bons
Mas são carissimos pois eles não podem obviamente competir com os chinocas que são aos biliões e trabalham por uma tijela de arroz

pub