Turismo & Lazer Cristina Siza Vieira: "Os turistas não vêm ver turistas. Isto não é a Disneyland"

Cristina Siza Vieira: "Os turistas não vêm ver turistas. Isto não é a Disneyland"

A presidente da Associação da Hotelaria de Portugal acredita que o turismo só beneficia se souber estar em equilíbrio com a vida dos nacionais. Uma cidade só é boa para quem a visita se o for para quem lá vive, acredita.
Cristina Siza Vieira: "Os turistas não vêm ver turistas. Isto não é a Disneyland"
Sérgio Lemos
Wilson Ledo 18 de Outubro de 2016 às 15:45

A presidente-executiva da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Cristina Siza Vieira, defendeu esta terça-feira, 18 de Outubro, a necessidade de um equilíbrio entre a actividade turística e a vida dos nacionais.

 

"As pessoas têm de viver nas cidades. Temos de conservar a cidade boa para os seus habitantes. Só assim é também uma cidade boa para o turismo", afirmou. A responsável falava na segunda edição do Observatório: O Imobiliário em Portugal, uma iniciativa do Jornal de Negócios e da Century 21.

 

A representante dos hoteleiros acredita que "há uma filosofia, uma estratégia de intervenção" no que diz respeito a Lisboa, com o tratamento do espaço público e a reabilitação do edificado, numa parceria entre entidades públicas e privadas.

 

"Os turistas não vêm ver turistas. Isto não é a Disneyland", posicionou perante a oferta de Lisboa. A vida local é um dos atractivos para quem visita e não pode ser esquecida. "O equilíbrio que estamos a tentar encontrar não é artificial", diz.

 

Cristina Siza Vieira assegura que Lisboa está "mais preparada para o turismo. Está cá a trave-mestra do que é o investimento", que não sente estar a abrandar devido à subida dos preços dos imóveis nas zonas históricas. Para quem aposta na hotelaria, não é o preço mas a rentabilidade que mais pesa.




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado alberto9 Há 2 semanas

É só ver o que tem acontecido noutras cidades, por exemplo VENEZA, só lá andam os turistas os condutores de consulta e os lojistas e os monumentos quando não estão submersos. O turismo atual é isto é pelos vistos ainda se vai intensificar, ou seja turistas à ver turistas

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Até a Casa da Mó à Praça da Ribeira foi fagocitada por esse desregulado negócio
de pobres lembranças, para turistas vendidas por pessoas que não falam português e têm preço para turista e para português.

Pacatas lavandarias de dinheiro?


Conversa de chacha Há 2 semanas

Outra que acha que diz coisas.

Anónimo Há 2 semanas

Qual turismo, e bolha imobliaria crescer na capital

Turismo tem algarve e preços imoveis sao menores

Anónimo Há 2 semanas

O algarve esta cheio bifes e nao se queixam



ver mais comentários
pub
pub
pub
pub