Media CTT lançam ferramenta de publicidade para pequenas empresas

CTT lançam ferramenta de publicidade para pequenas empresas

Francisco de Lacerda acredita que o novo serviço cttads.pt pode contribuir para o aumento do peso do correio publicitário nas contas do grupo, que actualmente ronda os 4%.
CTT lançam ferramenta de publicidade para pequenas empresas
Sara Ribeiro 16 de janeiro de 2017 às 14:36

Os CTT apresentaram esta segunda-feira, 16 de Janeiro, uma nova plataforma online que tem como objectivo "conceber, produzir e contratar a distribuição de campanhas publicitárias usando a rede dos Correios".

 

O serviço, denominado cttads.pt tem como principal target pequenos e micro-empresas que "pela sua dimensão não têm o mesmo acesso a agências criativas ou de meios", explicou Francisco de Lacerda, presidente do Grupo CTT, durante a conferência de apresentação da nova plataforma.

 

"É uma importante peça de uma nova abordagem ao mercado publicitário", o qual acredita que "há potencial de crescimento", acrescentou.

 

Actualmente o correio publicitário pesa 4% do total das receitas do grupo. E apesar do gestor não detalhar as estimativas de crescimento que os CTT esperam alcançar com a nova aposta, adiantou que estes serviços têm um peso de 8 a 13% nas contas dos operadores internacionais.

 

Por isso, acredita que apesar do segmento do correio estar em declínio, entre 3% a 5%, o correio publicitário é uma área que "há potencial para fazer crescer".

 

Na prática, o CTT Ads passa a ser a marca 'chapéu' para todos os serviços de correio publicitário que o grupo detém.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub