Transportes Custo das PPP atinge pico de 1.240 milhões em 2016
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Custo das PPP atinge pico de 1.240 milhões em 2016

A Infraestruturas de Portugal pagou no ano passado pelas PPP rodoviárias mais 17% do que em 2015, num total de mais de 1.240 milhões de euros, o que ultrapassou em 2% o orçamentado. A empresa garante que em 2016 foi atingido o “pico” dos encargos.
Custo das PPP atinge pico de 1.240 milhões em 2016
Bruno Simão
Maria João Babo 15 de maio de 2017 às 00:01

As parcerias público-privadas (PPP) do sector rodoviário representaram um encargo para a Infraestruturas de Portugal (IP) de 1.241,3 milhões de euros no ano passado. Um valor que representa um desvio de 2% face orçamentado

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 15.05.2017

A Tereza "pasteleira" deve dar na litrosa logo pela manhã!! Por esses valores eram as concessionárias que ainda tinham de pagar ao Estado para construir!
A ignorância é de facto uma peste...Pergunte a quem assinou estes contratos porque o fez e quem realmente ganhou dinheiro. Vou-lhe sugerir uns contactos. José Sócrates, Mário Lino, Jorge Coelho, Mário Mendonça.
Dedique-se a ler a Caras e a Maria, tem mais futuro..

comentários mais recentes
antonio 04.07.2017

VIA DO INFANTE ENTRE TAVIRA E CASTRO MARIM COM FENDAS LONGITUDINAIS POR VÁRIOS KM, UMA VERGONHA.
PAGAMOS POR UM SERVIÇO QUE NÃO TEM QUALIDADE E SEGURANÇA.

CaTu 15.05.2017

Num país normal a trupe de vigaristas que assinaram estes contratos estaria toda presa, mas em Portugal preferimos debater qual ou quais foram os piores, sem fazer nada ... não escolham criminalizem todos. Continuo sem perceber porque razão o PCP e o BE não exigem impostos específicos sobre estes lucros exorbitantes!

Anónimo 15.05.2017

A Tereza "pasteleira" deve dar na litrosa logo pela manhã!! Por esses valores eram as concessionárias que ainda tinham de pagar ao Estado para construir!
A ignorância é de facto uma peste...Pergunte a quem assinou estes contratos porque o fez e quem realmente ganhou dinheiro. Vou-lhe sugerir uns contactos. José Sócrates, Mário Lino, Jorge Coelho, Mário Mendonça.
Dedique-se a ler a Caras e a Maria, tem mais futuro..

Tereza economista 15.05.2017

Então o Passos mentiroso não prometeu em 2013 pouparmos 20 mil milhões com a negociações das PPP: Grandes mentirosos e incompetentes.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub