Transportes Custo das PPP rodoviárias sobe 7% até Setembro
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Custo das PPP rodoviárias sobe 7% até Setembro

O aumento dos pagamentos às subconcesssionárias estão na origem da subida dos encargos líquidos com as PPP rodoviárias. As receitas de portagem mantiveram-se inalteradas face a 2015.
Custo das PPP rodoviárias sobe 7% até Setembro
Bruno Simão/Negócios
Maria João Babo 15 de dezembro de 2016 às 00:01

Os encargos líquidos com as parcerias público-privadas (PPP) do sector rodoviário subiram 7% até Setembro, em termos homólogos, para mais de 824 milhões de euros,  devido ao aumento dos pagamentos efectuados

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 dia

Todos os responsáveis por estes contratos deveriam ser investigados até ao tutano.Se se descobrisse que os rendimentos que auferiram não correspondessem ao dinheiro ganho tirar, todo o seu patrimônio e de familiares diretos reverteriam a favor do Estado. Fácil e obrigaria os ft. Lad a pensar 2 vezes

Manuel Nelson Bouças Há 1 dia

Obrigado Sócrates, obrigado...

Marco Sampaio Há 1 dia

Óbvio, o Antonio Costa tinha como bandeira baixar as portagens das SCUTS, e foi feito. Agora vem a fatura, menos portagens, mais compensações do estado. Não há almoços grátis.

João Ferreira Há 1 dia

Não faz mal.A malta paga

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub