Telecomunicações Da Telecom Portugal à Altice: a história de uma empresa contada pelas marcas

Da Telecom Portugal à Altice: a história de uma empresa contada pelas marcas

Vai ser o fim das marcas PT e Meo. A Altice concluirá a mudança em 2018. A marca PT nasceu em 1994. A Meo em 2007. A história da PT pelas suas marcas.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 24.05.2017

O que eu sei é que a PT serviu os interesses dos governos de Sócrates!!! Serviu muitos interesses que não ligados à área que operava.
E pela mão dele e dos seus BOYS ESTOIROU a maior empresa Portuguesa à data!! E uma empresa de referência mundial no que diz respeito ao segmento das TI na área das telecomunicações!!
Verdadeiros mercenários!!

comentários mais recentes
Anónimo 25.05.2017

O que eu sei é que nos governos de Cavaco Silva muitos ganharam milhões com o desmembramento da rede de radiodifusão ao criarem a TDP. Além disso, os poderosos lóbis do BES junto do PSD conseguiram um feito único na Europa que foi receberem uma rede de cobre paga pelos contribuintes de borla...

Anónimo 24.05.2017

A PT nunca foi empresa de ponta sob que perspectiva seja. Empresas de ponta foram a IBM, a Intel, a Nokia... agora a PT? Ridículo facciosismo paroquial muito mal informado. A PT tinha um monopólio, importava tecnologia sob a forma de hardware e software, e o dinheiro rolava neste cantinho à beira mar plantado. Depois tentou expandir-se para o único sítio onde tinha competência para penetrar sem ser votada à mais absoluta irrelevância - o Terceiro Mundo, e nem ai foi bem sucedida. Mais nada. É mais ou menos como a EDP, se bem que esta última, para além de operar num sector caracterizado por uma conjuntura assente em forte subsidio-dependência estrutural, está a aprender com os estrangeiros do Primeiro Mundo e com os erros da própria história de insucesso da PT. Pode ser que no final se saia bem melhor se aprender também a erradicar o excedentarismo e sobrepagamento de carreira de forma conveniente e atempada.

Anónimo 24.05.2017

Estou-me nas tintas se a PT se vai ou fica. É um dos belos exemplos da função publica, funciona mal e serviços caros. Não fosse a concorrência ainda hoje tinhamos de gramar a lentidão da PT. A PT nunca devia ter ficado na alçada do estado com os vicios ser cunhas a manterem-se.

Anónimo 24.05.2017

O que eu sei é que a PT serviu os interesses dos governos de Sócrates!!! Serviu muitos interesses que não ligados à área que operava.
E pela mão dele e dos seus BOYS ESTOIROU a maior empresa Portuguesa à data!! E uma empresa de referência mundial no que diz respeito ao segmento das TI na área das telecomunicações!!
Verdadeiros mercenários!!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub