Aviação David Paes: Houve "uma degradação do rendimento" dos pilotos

David Paes: Houve "uma degradação do rendimento" dos pilotos

O presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil diz ser "inquestionável" que houve "uma degradação do rendimento" da classe. David Paes adianta que as negociações "estão a correr bem e sem pressão".
Rosário Lira Celso Filipe 16 de Outubro de 2016 às 17:19
David Paes, presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) considera fundamental que os pilotos da TAP e da Portugália tenham aumento salarial "real e sensível".

Na entrevista Conversa Capital, uma parceria entre a Antena 1 e o Negócios, o líder do SPAC afirma: "é inquestionável que por força de vários factores tem havido uma degradação do rendimento disponível dos pilotos. É inquestionável que, quando se faz a comparação do rendimento dos pilotos da TAP e da Portugália com o 'standard' da indústria que anda a operar em mercados parecidos com os da TAP existe um desfasamento". 

David Paes diz que as negociações para esta revisão salarial "estão a correr bem e sem pressão" mas não quer adiantar o valor que seria aceitável por parte dos pilotos nem fazer comparações com os aumentos de 0,9% acordados entre a administração da TAP e os outros nove sindicatos da empresa.

Na Conversa Capital, que pode ler na íntegra na edição impressa do Negócios de segunda-feira, David Paes aborda também temas como as alternativas ao aeroporto da Portela, a nova composição accionista da TAP e ainda a promessa feita pelo Governo, em 1999, de dar 20% da companhia aos pilotos no âmbito de uma futura privatização.



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Luis Dias Pinto Há 2 semanas

O que dirão os portugueses sem um decimo das regalias.

comentários mais recentes
Lusitano Há 2 semanas

Olha bem este proxenete. Quer ganhar tanto qto os seus pares europeus. Também eu queria. 150.000€ ano não te chegam meu palhaço?

Vão gozar como povo para outro lado.

Anónimo Há 2 semanas


PS . BE . PCP são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos FP & CGA.

Anónimo Há 2 semanas



PS - PCP - BE -- FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Novas pensões mínimas serão sujeitas a prova de rendimento...

para se gastar mais dinheiros com os subsídios às pensões douradas da CGA.


(As pensões da CGA são subsidiadas em 500€, 1000€, 1500€ e mais, por mês.

Estas pensões sim, devem ser sujeitas a condição de recursos.

E não as mínimas.)


Anónimo Há 2 semanas

Emocionei-me ao ouvir este taxista areo,coitado faz das tripas coracao.Esta na biblia publica autenticada pelo armenio:o sector publico nao pode dar lucro.E engracado que duma maneira geral o filho vai quase sempre queixar-se a mae.Se tivessemos ainda o anterior governo,esta mom.nao existiria.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub