Empresas Deloitte Brasil multada nos EUA por falsificar auditoria da Gol

Deloitte Brasil multada nos EUA por falsificar auditoria da Gol

A filial brasileira da empresa de auditoria Deloitte foi multada em oito milhões de dólares (7,4 milhões de euros), por falsificar a certificação de uma transportadora aérea cotada na bolsa norte-americana.
Deloitte Brasil multada nos EUA por falsificar auditoria da Gol
Negócios com Lusa 05 de dezembro de 2016 às 22:09

A agência de controlo das auditorias às empresas cotadas (PCAOB, na sigla em Inglês), criada pelo Congresso dos EUA, em comunicado divulgado hoje acusou a Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes de "emitir conscientemente relatórios materialmente falsos" de auditoria da Gol Linhas Aéreas Inteligentes em 2010.

 

A acusação referiu também os obstáculos criados à investigação da PCAOB, realizada em 2012, através de ordens dadas a membros juniores para alterarem documentos e procederem a outras acções para ocultar a pista dos documentos, "com o conhecimento e participação dos líderes seniores da firma".

 

O caso inclui "algumas das piores más práticas que a PCAOB alguma vez detectou", afirmou o chefe da agência, Claudius Modesti.

 

A Deloitte admitiu ter violado os padrões de qualidade e falhado na cooperação com a investigação. Além da multa, a Deloitte Brasil foi intimada a apontar um monitor independente e proibida de aceitar novos clientes em algumas áreas, até que a monitorização confirme progressos nas práticas da firma.

 

A PCAOB sancionou 12 antigos dirigentes da Deloitte Brazil, incluindo o ex-líder do departamento de auditoria, que foi banido de forma permanente do sector. Outros foram multados entre 10 mil e 20 mil dólares e/ou suspensos entre um a cinco anos.

 

A Gol Linhas Aéreas não é acusada de qualquer irregularidade no caso, refere a Isto É.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
anonimo 06.12.2016

A Deloitte auditou a CGD nos últimos anos.Pelos vistos estava tudo bem. Agora foi contratada para fazer uma auditoria independente à mesma CGD.Que promiscuidade é esta?Irá contradizer-se?Se o fizer terá de ser responsabilizada pelo serviço que não fez antes.

pub