Aviação Deputados do PS denunciam discriminação no acesso ao emprego na TAP

Deputados do PS denunciam discriminação no acesso ao emprego na TAP

Os socialistas criticam que a maioria dos concursos para recrutamento na companhia aérea estipulem limites máximos de idade e querem saber se o Governo vai dar indicações à administração da TAP para corrigir a situação.
Deputados do PS denunciam discriminação no acesso ao emprego na TAP
Bruno Simão/Negócios
Maria João Babo 26 de Outubro de 2016 às 16:38
Os deputados do Partido Socialista "estranham que a maioria dos concursos de recrutamento da TAP discriminem o acesso aos postos de trabalho em função da idade, colocando como condição de admissão uma idade máxima do candidato ao posto de trabalho".

Numa pergunta dirigida ao ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, um grupo de 13 deputados socialistas refere que os últimos concursos abertos pela TAP para recrutamento de Especialista de Engenharia, para a área de Manutenção e Engenharia, estipulavam como idade máxima de acesso os 30 anos ou os 35 anos em caso de experiência profissional relevante.

Já no recrutamento de Pessoal Navegante de Cabine, vulgo comissários ou assistentes de bordo, a TAP requereu que os candidatos a estes postos de trabalho tivessem entre os 21 e os 26 anos, exemplifica.

"Os exemplos sucedem-se e o grupo parlamentar do Partido Socialista recebeu várias denúncias com os respectivos anúncios para diferentes funções, não os considerando aceitáveis ao excluírem uma larga franja da população", referem os deputados.

Desta forma, querem saber se o Governo "considera aceitável que uma companhia de bandeira portuguesa, controlada maioritariamente por capitais públicos, promova a discriminação no acesso ao emprego em função da idade".

Perguntam ainda se o Executivo "deu ou vai dar indicações à administração da TAP para que na abertura dos próximos processos de recrutamento esta situação de discriminação no acesso ao emprego em função da idade seja corrigida e que as condições de acesso sejam revistas".

A TAP tem agora em curso um processo de recrutamento de pilotos, com as candidaturas a decorrer até 4 de Novembro, para responder ao lançamento de 11 novas rotas e reforço de frequências previstas para a operação de Verão. 
 
De acordo com o anúncio publicado, poderão concorrer indivíduos de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 21 e os 40 anos de idade (inclusive), habilitados com licença de piloto comercial de avião e que tenham, pelo menos, 250 horas de pilotagem.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

numa empresa que tem 70 anos de administração publica sempre com a mesma filosofia de limites de idade virem agora reclamar ao fim de 70 anos... alguém esta com mau perder por não conseguir entrar.

surpreso Há 1 semana

Gajas boas,se faz favor

Anónimo Há 1 semana


PS ROUBA OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO

Como sempre, vem aí mais aumentos e regalias para a FP/CGA… e mais impostos para os privados.

Quando é que o TC vê isto?


pub