Banca & Finanças Deutsche Bank obrigado a divulgar informação sobre Trump

Deutsche Bank obrigado a divulgar informação sobre Trump

O maior banco alemão recebeu uma intimação de Robert Mueller, o procurador especial que está a investigar a interferência russa nas eleições norte-americanas.
Deutsche Bank obrigado a divulgar informação sobre Trump
reuters
Negócios 05 de dezembro de 2017 às 10:50

A Bloomberg escreve esta terça-feira, 5 de Dezembro, citando uma fonte anónima, que o Deutsche Bank recebeu há algumas semanas uma intimação que o obriga a divulgar as suas relações comerciais com o Presidente dos Estados Unidos e a sua família.

 

A notícia chega numa altura em que a investigação especial de Robert Mueller parece estar a acelerar, com o antigo conselheiro de Trump, Michael Flynn, a declarar-se culpado de mentir ao FBI, tornando-se na quarta pessoa próxima do milionário a ser apanhada na investigação. Uma assunção de culpa que poderá ser também um sinal de que está a colaborar com o FBI, dando informações sobre a relação da campanha de Trump com Moscovo.

 

A Bloomberg explica que Trump devia cerca de 300 milhões de euros ao Deutsche Bank. Uma dívida relacionada com negócios na área do imobiliário. Antes de ser eleito, congressistas questionaram o banco sobre a existência de alguma garantia russa a esses créditos. Um pedido de informação que o banco rejeitou, considerando-o ilegal.

Esta é apenas a última de muitas polémicas que envolvem a instituição financeira alemã. Recorde-se que no início deste ano, o Deutsche Bank foi multado 630 milhões de dólares por um esquema de lavagem de dinheiro russo por onde passaram 10 mil milhões de dólares. Semanas antes tinha chegado a acordo com o governo norte-americano para pagar 7,2 mil milhões de dólares relacionados com a venda activos imobiliários tóxicos e, em 2015, aceitou pagar outros 2,5 mil milhões por manipulação de taxas de juro.




pub