Banca & Finanças Deutsche Bank vai transferir 300 mil milhões do seu balanço para Frankfurt

Deutsche Bank vai transferir 300 mil milhões do seu balanço para Frankfurt

A transferência de operações e activos para Frankfurt implicará a deslocação de centenas de traders e as contas de pelo menos 20 mil clientes.
Deutsche Bank vai transferir 300 mil milhões do seu balanço para Frankfurt
reuters
Rita Faria 24 de julho de 2017 às 19:09

O alemão Deutsche Bank poderá transferir cerca de 300 mil milhões de euros do balanço da sua unidade de Londres para Frankfurt, na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia, que levará a instituição a migrar uma parte das operações de corretagem e activos para aquela cidade da Alemanha, avança a Bloomberg.

No final da semana passada, John Cryan, CEO do Deutsche Bank, já havia informado os funcionários, através de uma mensagem em vídeo, que a instituição se estava a preparar para o "hard" Brexit, e que deveria transferir grande parte dos seus serviços de Londres para Frankfurt.

"Assumiremos o pior cenário", admitiu o responsável. "E é provável que o pior seja pior do que as pessoas imaginam".

 

"Ainda há muitos detalhes por resolver e acordar; dependendo das alterações das regras e regulamentos, tentaremos minimizar as perturbações para os nossos clientes e para os nossos próprios funcionários", garantiu ainda o responsável, acrescentando que terão de ser "transferidos" ou pelo menos "acrescentados" cargos em Frankfurt, por causa da saída do Reino Unido da UE.

 

Fontes citadas pela Bloomberg referem que a transferência de operações e activos para Frankfurt implicará a deslocação de centenas de traders e as contas de pelo menos 20 mil clientes.

 

A migração deverá ter início em Setembro de 2018, a seis meses do Brexit. O banco pretende começar a avisar os clientes em Setembro deste ano de que as suas contas serão transferidas.

 

Grande parte das operações de corretagem do Deutsche Bank na Europa são feitas através de Londres, uma cidade que ganhou dimensão para o banco sob a liderança dos antecessores de Cryan, Anshu Jain e Josef Ackermann.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

todos os traders ja sabem o DB está falido! quem nao sabia fica a saber!shortar banca e rapido!

pub