Automóvel Dieselgate: Volkswagen vai gastar até 5 mil milhões em 2018

Dieselgate: Volkswagen vai gastar até 5 mil milhões em 2018

A Volkswagen já gastou um total de 25 mil milhões de euros com o "dieselgate", com a factura a ascender aos 17 mil milhões de euros em 2017.
Dieselgate: Volkswagen vai gastar até 5 mil milhões em 2018
André Cabrita-Mendes 11 de dezembro de 2017 às 16:16
A Volkswagen espera vir a gastar entre quatro a cinco mil milhões de euros em 2018 com o escândalo do software fraudulento das emissões poluentes.

"Não estou nada relaxado em relação à questão do diesel", disse em conferência de imprensa o director financeiro da marca, Frank Witter, esta segunda-feira, 11 de Dezembro, citado pela Bloomberg.

A Volkswagen já gastou um total de 25 mil milhões de euros com o "dieselgate", com a factura a ascender aos 17 mil milhões de euros este ano, de forma a cumprir exigências ambientais, efectuar pagamentos no âmbito de processos judiciais, multas federais ou a reparação de automóveis.

Ainda recentemente, um antigo executivo da Volkswagen, Oliver Schmidt, foi condenado a sete anos de prisão nos Estados Unidos devido ao seu envolvimento no escândalo Dieselgate.

Depois do "dieselgate" ter estalado em Setembro de 2015, a Volkswagen anunciou que quer apostar em força na mobilidade eléctrica. Os primeiros modelos 100% eléctricos já estão a ser desenvolvidos e o primeiro modelo a chegar ao mercado vai ser a berlinda I.D. no final de 2019. Segue-se depois a carrinha I.D. Buzz e o SUV I.D. Crozz.

Num balanço feito no início de Outubro, a SIVA, a importadora da marca Volkswagen, revelava que já tinham sido intervencionados 60 mil automóveis em Portugal, dos cerca de 100 mil a intervencionar.

"Achamos que talvez não cheguemos aos 100% de clientes porque não vamos conseguir encontrar os 100%. Estimamos que possamos chegar aos 85% a 90%. E achamos que chegaremos a esse nível no final deste ano", disse no início de Outubro o presidente da SIVA, Pedro de Almeida, em entrevista ao Negócios.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub