Telecomunicações Discovery Capital compra 2% da Pharol

Discovery Capital compra 2% da Pharol

Fundo sediado nos EUA e especializado em investimentos em empresas dos sectores das tecnologias de informação entrou na empresa liderada por Palha da Silva na quarta-feira passada.
Discovery Capital compra 2% da Pharol
Paulo Zacarias Gomes 16 de janeiro de 2017 às 17:19
Os norte-americanos da Discovery Capital Management entraram no capital da Pharol, ao adquirirem uma participação de 2,02% na empresa, conferindo-lhe uma posição qualificada.

A aquisição das 18,148 milhões de acções da empresa, que dá direito a esta participação, ocorreu na passada quarta-feira, 11 de Janeiro, informa a Pharol em comunicado enviado esta segunda-feira 16 de Janeiro, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O Discovery Capital é um fundo sediado nos EUA e especializado em investimentos em empresas dos sectores das tecnologias de informação, comunicações, biotecnologia e tecnologias ambientais e energéticas.

Com esta aquisição, a Discovery Capital passa a tornar-se no nono maior accionista da companhia, abaixo da Renaissance Technologies, do grupo Visabeira e do fundo soberano norueguês.

A Pharol (liderada por Palha da Silva, na foto) encerrou a sessão desta segunda-feira inalterada, nos 0,23 euros. 

A empresa gere a participação na Oi, posterior à divisão da antiga Portugal Telecom, e tem a missão de recuperar o máximo valor investido na dívida da Rioforte, os 897 milhões de euros em papel comercial da empresa do antigo universo Espírito Santo.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub