Banca & Finanças Domingues não entrega declaração de rendimentos no TC

Domingues não entrega declaração de rendimentos no TC

O presidente da Caixa tem um parecer jurídico a sustentar a não apresentação da declaração de rendimentos no Tribunal Constitucional. Domingues entregou declaração de incompatibilidades na Inspecção-Geral de Finanças.
Domingues não entrega declaração de rendimentos no TC
Miguel Baltazar
O presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD) não vai entregar a declaração de rendimentos junto do Tribunal Constitucional (TC), por ter um parecer jurídico dos serviços internos do banco público a sustentar que está isento dessa obrigação, confirmou o Negócios, depois da SIC Notícias ter avançado a informação da recusa da entrega. 

Em causa está a polémica em torno da obrigação (ou não) de o presidente da Caixa estar sujeito a respeitar a lei 4/1983, que define regras de controlo público de riqueza dos titulares de cargos políticos, equiparados e altos cargos públicos, apesar de estar excluído do Estatuto do Gestor Público.

No entanto, António Domingues entregou a sua declaração de rendimentos internamente, dentro da Caixa, e uma declaração de incompatibilidades na Inspecção-Geral de Finanças.

Apesar de não entregar a sua declaração de rendimentos no TC, parte dos rendimentos do presidente da Caixa serão publicados nos relatórios e contas do banco público.

Porém, a informação que é prestada normalmente nestes relatórios não corresponde à informação total que tem de ser reportada ao TC, que pede um conjunto de informação mais alargada. Por exemplo, a declaração que é enviada para o TC inclui dados sobre património imobiliário detido (casas), ou até carros, barcos e aviões.

E agora o que acontece?

Se o TC considerar que o presidente da Caixa está abrangido pela lei 4/1983, a batalha jurídica pode não ter terminado esta sexta-feira. De acordo com esta lei, o primeiro prazo termina este domingo. Mas esta é só a primeira etapa do processo. Existe um segundo prazo na lei para os casos em que não há entrega da declaração na primeira fase.

Os titulares de cargos políticos e equiparados e os titulares de altos cargos públicos têm 60 dias para apresenta no TC a declaração de rendimentos, diz a lei 4/1983.  Domingues iniciou funções a 31 de Agosto, pelo que os 60 dias terminam este domingo. 

No entanto, em caso de não envio da declaração, o TC "notificará o titular do cargo a que se aplica a presente lei para a apresentar no prazo de 30 dias consecutivos". Este novo prazo atira a data limite de entrega para 29 de Novembro. Caso haja um "incumprimento culposo", Domingues  pode perder o mandato, dita artigo 3º da lei de 1983. 

Para já, ainda não é claro se António Domingues terá de entregar a declaração de rendimentos ao TC – sabe-se só que Domingues considera que não tem de o fazer -, mas a situação pode vir a ficar esclarecida num plenário do TC que, no entanto, só acontecerá depois de decorridas as várias etapas para resposta. 

(Notícia actualizada às 16:15)



A sua opinião64
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Paulo Pinto Há 1 semana

O argumento para ir ver as nossas contas bancárias não era, Quem Não Deve, Não Teme?

comentários mais recentes
SOUDAQUI Há 1 semana

Mas então agora é a propria caixa a dar parecer que a lei não se aplica. Não devia ser um parecer alheio. Não é possivel ajuizar em causa própria. Acho eu, mas com a geringonça tudo é possivel

Tinto Há 1 semana

Deveria entregar se tivesse personalidade de homem, só para mostrar que os outros falam demasiado. Mas sabe que está errado. E sabe que daqui a pouco as pessoas só pensam no Pai Natal.

JUSTO Há 1 semana

Laranjinhas, querem atacar o governo ? Então arranjem outros argumentos. Por aqui não se safam. O Antonio Domingues entregou a declaração no BCE, BdP, Inspeção-Geral de Finanças e CGD. Não Chega ? O TC se quiser que o notifique. Mas podemos falar em atos de corrupção.

Maria Santos Há 1 semana

Este sr devia entregar declaração de rendimentos no TC sem lhe ser solicitada. Neste momento deve é...demitir-se.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub