Desporto Ederson entra no top das transferências mais caras do futebol português

Ederson entra no top das transferências mais caras do futebol português

Só dois jogadores foram vendidos por clubes portugueses por valores superiores ao ex-guarda-redes do Benfica: Hulk e James Rodriguez. Conheça os 20 maiores negócios do futebol nacional.
Bruno Teixeira Pires Hélder Santos Simão Filho Bruno Colaço Manuel Araújo Pedro Simões Paulo Calado/Cofina REUTERS Rafael Marchante Miguel Barreira Miguel Barreira REUTERS NFactos-Fernando Veludo Manuel Araújo Cofina Media Luis Vieira Manuel Araújo Paulo Calado Miguel Barreira Bruno Colaço
Negócios 01 de junho de 2017 às 17:54
O negócio da venda de Ederson, do Benfica para o Manchester City, por 40 milhões de euros, entra para a terceira posição nas transferências mais caras de sempre envolvendo clubes portugueses.

As vendas mais elevadas continuam a ser as de Hulk e de James Rodriguez, que saíram do Porto para o Zenit e para o Mónaco, respectivamente. O jogador brasileiro lidera com uma venda por 60 milhões de euros.

Já a transação de Ederson aterra na terceira posição, onde tem a companhia de mais quatro jogadores, que também saíram por 40 milhões: Witsel, do Benfica para o Zenit; Falcão, do Porto para o Mónaco; Mangala, do Porto para o Manchester City; e João Mário, do Sporting para o Inter de Milão.

Nesta tabela das 20 maiores transferências, metade é assegurada por vendas do Futebol Clube do Porto. O Benfica tem sete e o Sporting as restantes três: João Mário, Slimani e Nani.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 01.06.2017

A dívida pública nacional na óptica que conta para Bruxelas aumentou quase 4 mil milhões de euros num mês e atingiu um novo recorde.

pub
pub
pub
pub