Energia EDP diz que OPA reforça a integração com a EDP Renováveis

EDP diz que OPA reforça a integração com a EDP Renováveis

A EDP vai pagar 296 milhões de euros aos accionistas da EDP Renováveis que aceitaram vender no dia 8 de Agosto.
EDP diz que OPA reforça a integração com a EDP Renováveis
Miguel Baltazar/Negócios
André Cabrita-Mendes 04 de agosto de 2017 às 17:22
A oferta pública de aquisição (OPA) serviu para reforçar as operações entre a EDP e a EDP Renováveis. Esta é a mensagem do grupo EDP para o mercado após ser conhecido o resultado da OPA lançada sobre os 22,5% da Renováveis que estavam nas mãos dos minoritários.

A OPA acabou com a EDP a ficar com mais 5% da EDP Renováveis num total de 82,56% da EDPR, ou 720 milhões de acções da EDPR, anunciou a Euronext esta sexta-feira, 4 de Agosto.

A EDP disse que a oferta "é um passo adicional para reforçar a cooperação e integração das operações na actividade de produção de energia eléctrica através de fontes de energia renovável assim como a simplificação da acção da EDP", pode-ser ler no comunicado divulgado pela EDP esta sexta-feira.

A eléctrica confirma que a liquidação física e financeira venha a ter lugar no próximo dia 8 de Agosto. A EDP vai pagar em numerário um total de 296 milhões de euros pela compra de 43,9 milhões de acções, com a EDP a pagar 6,75 euros por cada acção.

Segundo o comunicado divulgado pela EDP, deram entrada um total de 7.845 ordens de aceitação na OPA no sistema de centralização de ordens da Euronext.



pub