Obrigações EDP propõe recomprar até 500 milhões em dívida

EDP propõe recomprar até 500 milhões em dívida

A eléctrica propõe-se readquirir obrigações que vencem em 2018 e 2019. O prazo para a aceitação termina a 15 de Dezembro e a operação deverá ficar encerrada no dia 20 do mesmo mês.
EDP propõe recomprar até 500 milhões em dívida
Paulo Zacarias Gomes 17 de Novembro de 2016 às 19:19

A EDP lançou uma oferta de recompra de dívida sobre duas séries de obrigações da empresa, que vencem em 2018 e 2019, procurando retomar até 500 milhões de euros em títulos emitidos pela EDP Finance B.V..

Segundo a oferta divulgada esta quinta-feira, 17 de Novembro, no site da London Stock Exchange, estão em causa "notes" com maturidade em 2 de Fevereiro de 2018 (taxa de cupão de 6%) e em 1 de Outubro de 2019 (cupão de 4,9%).

O objectivo da operação é, segundo a eléctrica, "optimizar o seu portefólio de obrigações e aumentar o prazo médio da sua dívida," usando a liquidez disponível para pagar em dinheiro aos actuais titulares destes instrumentos.

O prazo para a aceitação da oferta termina à meia-noite (hora de Nova Iorque, cinco da manhã em Portugal Continental) do próximo dia 15 de Dezembro. A operação deverá ficar encerrada a 20 de Dezembro.

Caso os detentores manifestem interesse na recompra até 1 de Dezembro, por cada mil dólares em notes detidas a empresa propõe pagar um prémio de 30 dólares.

A operação é montada pelo Morgan Stanley e colocada com o Deutsche Bank.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub