Energia EDP recorre ao Supremo Tribunal de Espanha contra cálculo de margens comerciais

EDP recorre ao Supremo Tribunal de Espanha contra cálculo de margens comerciais

A eléctrica está contra as novas regras de cálculo das margens das empresas responsáveis pelo fornecimento de energia aos clientes da tarifa regulada.
EDP recorre ao Supremo Tribunal de Espanha contra cálculo de margens comerciais
Lusa 26 de janeiro de 2017 às 11:24

A EDP interpôs um recurso no Supremo Tribunal de Espanha contra o decreto-lei que estabeleceu a nova metodologia de cálculo das margens comerciais das empresas responsáveis pelo fornecimento de energia eléctrica aos clientes da tarifa regulada em Espanha.

 

O Boletim Oficial do Estado espanhol (equivalente ao Diário da República em Portugal) revela hoje que o Tribunal Supremo aceitou na segunda-feira o processo com o recurso contra o "Real Decreto" de 18 de Novembro que modificou a metodologia de cálculo dos custos de comercialização, segundo a agência espanhola Efe.

 

De acordo com os cálculos do governo espanhol, a alteração da margem de comercialização iria implicar um aumento de 0,04% no recibo dos consumidores, cerca de 25 cêntimos por ano.

 

Cerca de 12 milhões de consumidores beneficiam da tarifa regulada, denominada Preço Voluntário do Pequeno Consumidor, enquanto 13 milhões estão no mercado livre.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 26.01.2017

Podiaooo explicá-looo!?

pub