Media Eleitos pelos partidos já podem opinar sobre a RTP

Eleitos pelos partidos já podem opinar sobre a RTP

O Parlamento aprovou os 10 elementos que os partidos propuseram para compor o conselho de opinião. Estrela Serrano, pelo PS, mantém-se. Pedro Lomba, pelo PSD, entra. Os nomes já estão oficializados em Diário da República.
Eleitos pelos partidos já podem opinar sobre a RTP
Pedro Elias
Diogo Cavaleiro 21 de Outubro de 2016 às 11:41

Depois das audições parlamentares que tiveram lugar na semana passada, já estão oficializados os 10 nomes propostos pelos partidos, através da Assembleia da República, para o conselho de opinião da RTP. O ex-secretário de Estado do Governo PSD/CDS, Pedro Lomba, é uma das novidades da lista já aprovada em Diário da República. 

 

A Resolução da Assembleia da República n.º 206/2016, publicada em Diário da República esta sexta-feira, 21 de Outubro, aprovou os 10 nomes avançados pelos partidos para o conselho que, no parecer ao relatório e contas do ano passado, afirmou que era recomendável "um maior rigor e cuidado no uso da língua portuguesa" naquele documento da responsabilidade da administração.

 

Pedro Lomba, pelo PSD, foi a novidade nas escolhas no partido, ao lado do assessor Zeca Mendonça, Ribeiro Cristóvão e Vítor Almeida Pinho. Estrela Serrano, José Guinote e Emília Brederode dos Santos foram as opções socialistas a que se juntam Diana Adrianga, pelo BE, Diogo Belford, pelo CDS, e Fernando Correia, pelo PCP. Manuel Coelho da Silva é o presidente.

 

O conselho de opinião da empresa pública de comunicação social, na qual funcionam os vários canais da televisão e as várias rádios, é composto por 32 membros que, além da Assembleia da República, são propostos por associações representativas da sociedade e pelas Assembleias Legislativas dos Açores e Madeira. "Dar parecer sobre os contratos de concessão de serviço público de televisão e de radiodifusão e os planos e bases gerais da actividade das sociedades participadas que explorem os serviços de programas integrados nos mencionados serviços públicos" faz parte das atribuições deste órgão.

Além do conselho de opinião, a RTP conta com um conselho geral e independente, criado pelo último Governo com o intuito de ganhar uma maior independência do grupo face ao Estado, para se pronunciar sobre o conselho de administração. Este último é composto por Gonçalo Reis ao lado de Nuno Artur Silva e Cristina Vaz Tomé.



(Notícia corrigida às 18:45: não são 29 mas 32 os membros do conselho de opinião da RTP e às 21:12 e corrigido o nome de José Guinote)

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Tv.Tuga Online Há 1 semana

Quem não tem acesso ao canal da NOS pode agora acompanhar o Secret Story 6 (tvi reality) 24 horas online no site http://goo.gl/vPpxRE Deixe um gosto e partilhe!

Anónimo Há 1 semana


PENSIONISTAS DA FP-CGA ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO.


Os descontos efetuados pela FP só permitem pagar metade do valor das pensões.

O resto vem dos impostos pagos por todos os portugueses (ou seja, NÃO é propriedade do pensionista)!

É ROUBADO pelo pensionista.

Anónimo Há 1 semana

A RTP é um expediente para servir a propaganda dos Partidos Políticos. Não lhes chega o que nos tiram por outros meios, ainda precisam de nos roubar uma pipa de massa para pagar milhões ao futebol e para transmitir lixo. Por mim acabava a mama para amigos e amigos de amigos acabaria já amanhã.

pub