Banca & Finanças Elisa Ferreira "está ansiosa" pela conclusão das nomeações para o Banco de Portugal

Elisa Ferreira "está ansiosa" pela conclusão das nomeações para o Banco de Portugal

A administradora do Banco de Portugal Elisa Ferreira afirmou hoje que "é bom" ter lideranças estabilizadas nas instituições, acrescentando que se for necessário esperar mais pela conclusão das nomeações para a equipa do supervisor, então que "seja para bem".
Elisa Ferreira "está ansiosa" pela conclusão das nomeações para o Banco de Portugal
Bruno Simão
Lusa 16 de março de 2017 às 14:31

"É bom que as instituições tenham as suas lideranças estabilizadas, mas se é para esperar mais um pouco, que seja para bem", disse Elisa Ferreira, quando questionada pelos jornalistas sobre se "está ansiosa" pela conclusão das nomeações para a equipa do Banco de Portugal (BdP), à margem da conferência sobre O Cooperativismo Financeiro, organizada pelo Crédito Agrícola, decorre hoje, em Lisboa.

 

A comunicação social tem divulgado notícias sobre as nomeações para o Banco de Portugal, mas até ao momento ainda não são conhecidos todos os nomes que vão integrar a equipa, tendo em conta as alegadas divergências entre o Governo e governador, Carlos Costa, quanto ao perfil dos candidatos.

 

Em 23 de Fevereiro, o Conselho de Ministros aprovou quatro novos nomes propostos pelo ministro das Finanças para o Conselho Consultivo do Banco de Portugal, entre os quais o antigo coordenador do BE e economista Francisco Louçã e o ex-ministro e antigo presidente da Galp e da PT Murteira Nabo.

 

Também João Talone, antigo presidente executivo da EDP, e Luis Nazaré, antigo presidente dos CTT e da Plataforma de Meios Privados, foram anunciados para integrar este órgão.

 

Ao Conselho Consultivo do Banco de Portugal, que integra outros membros, "compete pronunciar-se, não vinculativamente sobre o relatório anual da actividade do banco e sobre a actuação do banco decorrente das funções que lhe estão atribuídas".

 

Aos elementos que integram este Conselho Consultivo pode ainda ser pedido que se pronunciem, sem carácter vinculativo, "sobre os assuntos que forem submetidos pelo governador ou pelo Conselho de Administração".




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 01.05.2017

Pertences ao grupo das mamonas assassinas ou xuxalistas?

Farto 16.03.2017

A única coisa que a sra. pode e deve fazer é calar-se para todo o sempre. Já sabemos que o dinheiro dos contribuintes é do PS, e estando no BdP ainda mais facilmente tem acesso a ele. Mas, pf, pelo menos, cale-se.

Anónimo 16.03.2017

E verdade que promoteste ao teu novo Diretor de supervisao prudential um lugar na Administração ? Fez um bom trabaalho no BES/GES. Merece!

Anónimo 16.03.2017

Trazes o teu amigo Luis Costa Ferreira, ex-assessor de Guterres, ex-Diretor da supervisao do BES, ex-PWC que avaliou o Novo Banco, de Volta para o Banco de Portugal. ESM cincurso Viva o BdP Ps de Elisa Ferreira. Viva o jornal que nao investiga

ver mais comentários
pub