Empresas Empresa de ex-ministra Maria Luís quer comprar malparado do Montepio

Empresa de ex-ministra Maria Luís quer comprar malparado do Montepio

A Arrow, a gestora britânica de que é administradora a ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque, é uma das candidatas à compra até mil milhões de euros de crédito malparado do Montepio, noticia o Público.
Empresa de ex-ministra Maria Luís quer comprar malparado do Montepio
A ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque é administradora da Arrow, a gestora britânica que é candidata à compra de crédito malparado do Montepio.
Bruno Simão/Negócios
Negócios 17 de junho de 2017 às 13:03

A Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) está a preparar uma operação de securitização de crédito malparado até mil milhões de euros no quadro do reforço da sua situação de liquidez e de repartição de risco, confirmou o porta-voz da instituição ao Público.

 

Na corrida a esta operação, que consiste no agrupamento de crédito malparado e conversão em títulos para venda, deverá estar a Whitestar, da Arrow, a gestora britânica em cuja administração está sentada, como não executiva (e funções na comissão de auditoria e risco), a ex-ministrada das Finanças Maria Luís Albuquerque, cargo que acumula com a de deputada da bancada social-democrata.

 

"A Whitestar poderá ser um dos Servicers" e "os compradores" dos activos "serão investidores" internacionais, admitiu a mesma fonte do Montepio ao Público, ressalvando que "o processo de estruturação da operação está em curso, o que envolve uma due dilligence".

 

No início deste ano, o sistema bancário português registava que metade dos cerca de 30 mil milhões de euros de crédito malparado já fora assumida como imparidades, imputando ao montepio cerca de 15% dos 15 mil milhões ainda por provisionar. 


A sua opinião26
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 6 dias

E já fez mais operações com outras instituições

Upa Upa.. Há 1 semana

Isto de se passar pela politica é fantástico. Esta senhora que era uma simples professora universitária, passa pelo governo e é vê-la, upa,upa, de repente ficou cheia de informações, ups queria dizer competência. O poder na politica paga mal, mas depois de se passar por lá paga mesmo muito bem.

O ALGODÃO NÃO ENGANA. É DA MARCA PSD Há 1 semana

Dá para ver, a anos-luz, pelo percurso sórdido desta gaja, utilizando o cargo público de ministra das Finanças para proveito pessoal, que o algodão não engana.
É da marca registada PSD, pois então.


OBSERVADOR Há 1 semana

Penso que temos toda a razão do Mundo quando criticamos ou defendemos este tipo de gente. Mas hoje devido ao elevado numero de vitimas que aconteceu num incêndio o maior desde sempre em Portugal, devemos fazer silêncio e pensarmos nos seres humanos que morreram duma morte completamente horrivel.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub