Tecnologias Empresa japonesa cria robot que pretende substituir todo o trabalho de lavandaria

Empresa japonesa cria robot que pretende substituir todo o trabalho de lavandaria

O Laundroid é a nova máquina da Seven Dreamers, e consiste num novo electrodoméstico que reconhece, classifica e dobra a roupa. O equipamento estará disponível no próximo mês de Março.
Empresa japonesa cria robot que pretende substituir todo o trabalho de lavandaria
Negócios 02 de dezembro de 2016 às 13:12

Depois da criação de tacos de golfe a partir de materiais usados em agências espaciais e equipamentos para evitar o som do ressonar, a Seven Dreamers aposta agora num electrodoméstico do tamanho de um frigorífico que em 2019 também incluirá funções de lavar, secar e colocar a roupa nas gavetas.

 

O funcionamento da Laundroid consiste na colocação da roupa numa gaveta e os braços robóticos da máquina agarram cada peça e identificam com scanners por características como colarinhos e botões. Depois de identificar as peças, estas são dobradas e arrumadas em gavetas superiores.

 

O utilizador terá de proceder ainda a algumas tarefas como fechar botões de camisas, assegurar que as peças não se encontram do avesso e desdobrar as meias antes de as colocar na máquina. O equipamento demora cerca de 10 minutos a dobrar cada peça, tempo que Sakane pretende diminuir para os 3-5 minutos. No entanto, a ideia deste robot passa por usa utilização passiva, enquanto os utilizadores desempenham outras tarefas ou se encontram fora de casa.

 

Shin Sakane, o criador, conta à Bloomberg que a nova máquina pretende realizar o seu sonho de libertar a humanidade das tarefas de lavandaria. O japonês recebeu 6 mil milhões de ienes (49 milhões de euros) de vários parceiros, incluindo a Panasonic Corp. Com uma oferta pública da Nomura Holdings Inc, o fundo de investimento total de Sakane totaliza os 7,5 mil milhões de ienes.

 

O equipamento foi inspirado no clássico "2001: Odisseia no Espaço" de Stanley Kubrick, e foi inicialmente apelidado de "Monolith", inspirado nos objectos misteriosos que traziam tecnologia aos habitantes pré-históricos do planeta. Sakane inspirou-se nessa ideia de uma tecnologia que nunca existiu na Terra a descer do Espaço, conta.

 

O objectivo de Sakane é chegar com o produto final no mercado com um preço de cerca de 3000.000 ienes. O modelo inicial, que chegará às lojas em Março, terá um preço superior por questões de custos de produção iniciais. A produção ficará a cargo da Panasonic.

 

A empresa japonesa de tecnologia tem vindo a recuperar valores de mercado registados no início do ano. Esta sexta-feira, 2 de Dezembro, a Panasonic apresenta subidas na bolsa de Tóquio de 1,18% para os 1.204,5 ienes.

 

A Seven Dreamers não é a única empresa a apostar neste tipo de tecnologia. A FoldiMate Inc, da Califórnia, também desenvolveu uma máquina que alisa e sobra a roupa. A empresa começará a aceitar encomendas a partir do próximo ano e dará início às entregas em 2018, com preços entre os 700 dólares e os 850 dólares.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub