Empresas Empresa pública poderá ser a maior contribuinte do novo imposto

Empresa pública poderá ser a maior contribuinte do novo imposto

A Estamo, do grupo Parpública, tem registada a propriedade de 120 imóveis acima de um milhão de euros, que começarão a pagar mais de imposto ainda este ano
Negócios 13 de setembro de 2012 às 10:12
A Estamo, empresa do grupo Parpública, será a maior proprietária em Portugal de imóveis urbanos acima de um milhão de euros, correndo assim o risco de ser a principal contribuinte da nova taxa de 5% que o Governo quer aplicar aos imóveis de "alto rendimento", noticia o jornal "i".

A empresa tem em carteira cerca de 170 imóveis com um valor superior a um milhão de euros, refere o jornal, citando fonte oficial da Parpública. No entanto, tem neste momento registada a propriedade de um total de 120 imóveis avaliados acima de um milhão.

Por outro lado, a Estamo está sujeita ao imposto municipal sobre imóveis (IMI), pelo que a alteração ao imposto recai sobre os edifícios por si detidos.

A nova taxa de 5% sobre os imóveis, que avança ainda este ano, foi anunciada pelo ministro das Finanças, sendo uma das medidas do lado da receita para Portugal concretizar a meta de 5% de défice este ano.



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Pobres trabalhadores com filhos e com ordenados d Há 1 semana

Em minha casa somos 5 e vivemos em 100 metros quadrados. Pagamos o mesmo imposto da vizinha de baixo que vive sozinha nos mesmos 100 metros. É justo?

Anónimo Há 1 semana

Já para não falar do excelente ediificio que ocupam na Av. Defensores de Chaves nº6 e que antes da rebaldaria das rendas cobradas por esta empresa a organismos do estado numa manobra de Engª financeira foi ocupada foi ocupada por vários organismos do estado neste caso do Min. da Agricultura. Este edificio foi sujeito a obras de luxo por esta mesma empresa, os gabinetes totalmente remodelados, garagem privativa no centro da cidade, tem 7 andares e a Estamo ocupa o 4º estando os outros desocupados...Se puderem recomendo uma visita às ditas instalações.

JOAOPIRES5 Há 1 semana

ACABEM COM MAIS ESSA DESPESA INÚTIL....ENTREGUEM A VENDA A AGENTES...

A ESTAMO SÓ SERVE PARA DAR UNS TACHOS E MERCEDES AOS ADMINISTRADORES....MAIS UNS PARASITAS INUTEIS DO DINHEIRO DO CONTRIBUINTE....
O JOAO PLÁCIDO PIRES DA PARAPÚBLICA COLOCOU LÁ MAIS UNS AMIGOS...

MCMC Há 1 semana

Só no distrito Lisboa há vários prédios de luxo que foram vendidos nos últimos anos em que a fracção mais barata tinham um custo superior a 1 milhão de euros. Escusado será dizer que estes andares são sempre os primeiros a serem vendidos. Só receio é que a moda pegue e do 1 milhão se baixe para os 500 mil e depois para os 250, para os 100 e depois a todos. E lá se foi a equidade.

ver mais comentários
pub