Energia Eni com lucros acima do estimado com subida do preço do petróleo

Eni com lucros acima do estimado com subida do preço do petróleo

A petrolífera italiana fechou o primeiro trimestre com lucros de 744 milhões de euros, acima do antecipado pelos analistas. Aumento do preço do petróleo apoiou os resultados.
Eni com lucros acima do estimado com subida do preço do petróleo
Lisi Niesner/Bloomberg
Negócios com Bloomberg 10 de maio de 2017 às 07:42

A petrolífera italiana Eni reportou esta quarta-feira, 10 de Maio, que nos primeiros três meses deste ano obteve lucros de 744 milhões de euros, valor que compara com os 2 milhões de euros alcançados em igual período do ano passado. E que supera a média de 12 estimativas compiladas pela agência Bloomberg que apontavam para lucros de 589,8 milhões de euros.

 

O "cash flow" ajustado resultante das operações da Eni ascendeu de 1,5 mil milhões de euros para 2,6 mil milhões de euros.

 

"A Eni melhorou significativamente o seu desempenho financeiro e operacional", disse o CEO da empresa, Claudio Descalzi, que chegou à direcção executiva da petrolífera em Abri. "Com 2,6 mil milhões de euros, o grupo registou o maior fluxo de caixa em sete trimestres", pode ainda ler-se no comunicado assinado por Descalzi.

 

A contribuir para o melhor desempenho da empresa esteve a subida do preço do petróleo verificada, em especial, nos dois primeiros meses de 2017.

 

Ao longo do primeiro trimestre, o barril de Brent foi transaccionado no valor médio de 54,61 dólares por barril, um valor 55% superior ao verificado um ano antes, o que ajudou, por exemplo, petrolíferas como a BP e a Total a alcançar resultados acima das expectativas entre Janeiro e Março.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub