Start-ups EO Network: Chega a Portugal a rede “de empreendedores para empreendedores”

EO Network: Chega a Portugal a rede “de empreendedores para empreendedores”

A EO Network vai chegar a Portugal, tendo o primeiro “chapter” em território nacional. Desta rede mundial fazem parte mais de 12 mil empreendedores, espalhados por 50 países.
EO Network: Chega a Portugal a rede “de empreendedores para empreendedores”
Bloomberg
Ana Laranjeiro 26 de janeiro de 2017 às 15:00

A Entrepreneurs’ Organization (EO) é uma rede mundial que liga empreendedores. Está presente em mais de 50 países, com 150 "chapters", que são um sinónimo de comunidade. Pedro Janela, um dos principais responsáveis por esta rede chegar a Portugal, descreve-a como uma rede "dos empreendedores para os empreendedores". "Foi criada nos EUA há cerca de 30 anos e é um ‘peer-to-peer’ [sistema de partilha] entre empreendedores para que eu possa passar o que sei" a outros. Além disso, tem também um objectivo de facilitar o acesso aos mercados internacionais.

A transmissão de conhecimentos entre empreendedores é assim uma das grandes mais-valias desta rede. Mas não só. Um empreendedor que pertença a esta rede tem acesso a várias ferramentas para o desenvolvimento do negócio.


Pedro Janela recorda que esta rede conta com mais de 12 mil pessoas mas, até aqui, não estava em Portugal. "O que quer dizer que os empreendedores mais maduros – para pertencer a esta rede tem de ser dono de uma empresa que facture mais de um milhão - não tinham a capacidade de aceder a estes empreendedores a nível internacional".


Para que um "chapter" seja lançado é necessário que se juntem, pelo menos, 16 membros que reúnam determinadas condições, entre elas estarem à frente de uma companhia com uma facturação de um milhão de dólares.


Pedro Janela antecipa que há mais 11 pessoas que pretendem integrar este grupo e "o nosso objectivo é chegar em três anos a pelo menos 100 empreendedores em Portugal".


"Um ‘chapter’ tipicamente tem 100 membros. Vamos ser 30 nos próximos três meses".

O presidente deste primeiro "chapter" português é Miguel Santo Amaro, um dos fundadores da Uniplaces. Pedro Janela explica que a escolha recaiu sobre o empreendedor nomeadamente por ser uma pessoa com "uma nova visão de empreendedorismo, uma visão de bem e de ética, com uma visão de gestão muito moderna".


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub